PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Advogados lotam o Centro de Eventos para decidir quem será o novo presidente da OAB-CE

Profissionais podem votar até as 16 horas. Cerca de 23 mil advogados estão aptos a participar da eleição em todo o Estado

10:59 | 28/11/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

[FOTO1] 

Multidão de advogados lota o Centro de Eventos do Ceará para escolher o próximo presidente da Ordem dos Advogados no Ceará (OAB-CE). Por volta das 18h30min desta quarta-feira, 28, o nome do novo gestor, o trigésimo segundo, deverá ser conhecido.

O comando da Ordem é disputado pelo titular licenciado da Caixa de Assistência aos Advogados (Caace), o candidato da situação Erinaldo Dantas, pela vice-presidente da Ordem, também licenciada, Roberta Vasques, pela ex-presidente da Comissão de Direito Previdenciário da OAB-CE, Regina Jansen, e pelo advogado Luiz Antonio Lima.

Veja vídeo:

[VIDEO1] 

Disputa 

Presente no Centro de Eventos, Marcelo Mota, atual presidente da OAB-CE, fez um balanço da gestão à frente da instituição. "A OAB sempre é protagonista. Atuamos nas grandes causas sociais, fizemos um trabalho magnífico com as comissões, temos uma capilaridade muito grande no Interior, fazemos um trabalho intenso com jovens advogados, fazendo capacitação, criamos um centro de defesa e um tribunal de defesa das prerrogativas, fizemos muita coisa e tenho a consciência tranquila", disse. 

Sons de apitos e gritos de apoiadores ecoam por todo o bloco D no Centro de Eventos. A votação acontece no salão Icapuí, primeiro andar do setor. Devido ao tumulto, os advogados têm dificuldade de deixar o local após votar. 

Candidatos 

"Vou fazer a gestão histórica da primeira mulher, independente e de coragem, do diálogo, mas do enfrentamento, se necessário", disse Roberta Vasques, ex-aliada da atual gestão. Atualmente, Marcelo Mota apoia Erinaldo Dantas. O advogado não quis dar entrevista. "As expectativas são muitas, mas esse é o momento mais difícil", limitou-se a dizer, referindo-se à disputa nas urnas. 

Luiz Antonio Lima criticou a "ostentação" durante a disputa e se classificou como o único candidato de oposição. "Estamos vendo que a realidade dura do advogado está vencendo a ostentação. Aqui, estamos vendo o derramentante de dinheiro, estamos vendo uma realidade diferente da vida do advogado que busca a Justiça. Essas chapas são todas da situação, é a gestão dos palácios, chapas que o Estado e a Prefeitura querem manter no poder", disse. 

Regina Jansen seguiu a mesma linha e criticou "chapas milionárias". "A expectativa é que a advocacia dê a resposta a esses dois grupos que representam mais do mesmo. Estamos vendo abuso do poder econômico, falta de respeito com a advocacia. Estamos vendo duas chapas de milionários dizendo para a classe que compra todos, mas estou acreditando que a advocacia vai dizer não", disse. 

Votação 

Conforme a presidente da Comissão Eleitoral da OAB-CE, Clara Petrola, estão aptos a votar cerca de 23 mil advogados de aproximadamente 27 mil profissionais ativos no Estado. Estes advogados, a partir de janeiro, serão representados por novo presidente, de mandato não remunerado, como sempre ocorreu desde a fundação da OAB-CE, em 1933.  

Redação O POVO Online

Com informações do repórter Ítalo Cosme 

TAGS