PUBLICIDADE
Fortaleza
Turismo

Primeiro trecho de requalificação da avenida Beira Mar está 60% pronto

A próxima etapa da requalificação, que foi dividida em sete trechos, é substituir asfalto por piso intertravado, que deve melhorar a sensação térmica da via

14:10 | 10/10/2018
Obra foi vistoriada por secretários municipais nesta quarta-feira, 10 (Foto: Italo Cosme/ Especial para O POVO)
Compreendido entre a travessa Bauxita e o Mercado dos Peixes, o primeiro trecho de requalificação da avenida Beira Mar - dentro os sete previstos - está 60% pronto. A faixa esquerda da via recebeu nova galeria de drenagem e bocas de lobo.

A próxima etapa no trecho é substituir o asfalto por piso intertravado, tecnologia que melhora o escoamento da água e a sensação térmica da via. O lado direito da avenida, mais próximo aos prédios, deve ser concluído até janeiro de 2019. Apesar das modificações na área durante a obra, comerciantes apoiam as mudanças.  

Ainda como parte da primeira etapa da obra, serão implantadas lixeiras subterrâneas no Mercado dos Peixes, além da internalização dos fios das redes de telecomunicação. E as calçadas serão reformadas. Para que as equipes avancem nos serviços de urbanização, o tráfego da avenida Beira Mar deverá ser remanejado para o lado da pista já revitalizado.

Durante visita às obras, na manhã desta quarta-feira, 10, a secretária da Infraestrutura de Fortaleza, Manuela Nogueira, prometeu agilidade e pouco transtorno na execução do trabalho. No entanto, afirmou que as alterações, em algum momentos, vão estar sobrepostas. “Na medida em que a gente for caminhando com a drenagem, com a parte de pavimentação, a gente está finalizando o trecho e está andando e começando o seguinte”, disse. 
 
 
“A gente tem utilizado métodos que possam causar o menor transtorno possível. Tanto que a via não foi totalmente interditada. O trânsito flui. A avenida é de baixa velocidade, 40 km/h. As pessoas têm outra alternativa, que é a Avenida da Abolição”, citou Ferruccio Feitosa, titular da Regional II. 

Requalificação
Com um total de 66.704,38 m² de área acessível, o projeto compreende a requalificação da avenida Beira Mar com a construção de um novo calçadão, com três pavilhões multiusos dotados de quiosques de alimentação e bebidas, todos padronizados, além da urbanização dos espigões das avenidas Desembargador Moreira e Rui Barbosa.

A região passará a contar, ainda, com nova iluminação que terá fiação embutida, espaços para convivência, academias, banheiros, parque infantil, quadras de vôlei de praia, pista de skate, anfiteatro, pista de hockey, ciclovia, pista de cooper (com 2,6 km de extensão), além de um posto da Casa do Turista e um prédio administrativo.

As obras devem ser concluídas em 24 meses e estão orçadas em aproximadamente R$ 40 milhões, com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

ITALO COSME