PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Há 30 anos no ar, programa Debates do Povo, da Rádio O POVO CBN, ganha novo formato

O programa Debates do Povo é um espaço de diálogo sobre temas de destaque e relevância social. Novo formato começa nesta segunda-feira

16:41 | 20/10/2018
Às vezes é preciso retornar às origens para mudar o presente e se renovar. Essa é a proposta de atualização do programa Debates do Povo, que ganha novo formato a partir desta segunda-feira, 22. Com resgate do formato original, o jornalístico fixou os debatedores e escolheu um mediador.
 
Além disso, às sextas-feiras, os jornalistas, advogados, historiadores e sociólogos cedem seus lugares à turma da Sociedade de Debates, projeto fundado por estudantes da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC). 

No novo momento, Rui Martinho será um dos debatedores para as segundas e terças-feiras. Professor aposentado da UFC, Rui tem formação em Direito, Sociologia e História e diz ter mais afinidade com o “pensamento liberal”, tanto na política como no Direito. Martinho espera participar de debates sobre “as circunstâncias estruturais e conjunturais da sociedade brasileira”. 

O advogado e professor de Direito Rodrigo Marinho participará às quartas e quintas-feiras. Marinho é a favor do liberalismo nos campos político, jurídico, social e econômico. Para ele, não existe “meia liberdade: quem é liberal defende a liberdade de forma integral”. 

Plínio Bortolotti, antes apresentador e mediador do programa, passa agora a tratar sobre os assuntos diretamente com os demais debatedores fixos, de segunda a quinta-feira. Plínio é jornalista no Grupo de Comunicação O POVO (GCOP) desde 1997. Já foi repórter, editor e ombudsman por três mandatos. Atualmente, exerce o cargo de diretor Institucional do GCOP. Escreve artigo semanal para a editoria de Opinião e faz comentário diariamente no programa Revista O Povo

A longa tradição em reverberar pautas importantes para a Cidade e para o Ceará é ponto essencial do Debates do Povo apontado pelo jornalista Marcos Tardin. Ele fará a mediação do programa no novo formato. Dentre outros trabalhos, Tardin atuou no Jornal O Globo, no Jornal do Brasil e em revistas. No GCOP, ele foi editor do O POVO Online, editor de Economia e da TV O POVO. 

Nas sextas-feiras, a Sociedade de Debates (SdD) da UFC traz os participantes do grupo para debateram temas escolhidos previamente pelo público. A SdD promove competições, cursos e eventos para a prática da oratória inspirada no modelo do parlamento inglês. Neste, os discursos são mais curtos que os tradicionais debates políticos, com poucas regras e de fácil entendimento e participação do público. 
 
História
 
A atração jornalística começou na década de 1980, na antiga Rádio AM do POVO, hoje Rádio O POVO CBN. Na época, a mesa de debate era formada pela jornalista Adísia Sá e o já falecido Themístocles de Castro e Silva, jornalista, escritor e político, além de Francisco Auto Filho, professor da UFC e também jornalista. Quem mediava era o escritor e professor Carlos D’Alge, já falecido. 

Há 25 anos como operador de áudio da rádio, Kiko Gomes conta que o auge do programa ocorria quando os dois debatedores “batiam de frente” na discussão sobre os temas. O público também costumava ir até a sede da rádio para acompanhar de perto as acaloradas discussões. 
 
Programa 

A mudança no programa Debates do Povo começa nesta segunda-feira. A programação começa questionando: “O que é o fascismo? Ele está presente nestas eleições?”.
 
Acompanhe, a partir das 11 horas, na FM 95.5 ou AM 1010, frequências da Rádio O POVO CBN.
 
Rose Serafim 
TAGS