PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Como tratar o suicídio na mídia

Palestra promovida pelo MPCE contou com a presença do jornalista André Trigueiro, autor de livro sobre o assunto

14:09 | 20/10/2018
Estudantes e profissionais de Comunicação participaram, neste sábado, 20, da palestra “Vida em Pauta: como tratar o suicídio na mídia”, que contou com a participação do jornalista e escritor André Trigueiro e a professora Alessandra Xavier, do curso de Psicologia da Universidade Estadual do Ceará (Uece). A iniciativa é do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Projeto Vidas Preservadas.
 
Em sua fala, André lembra que o suicídio deve ser tratado como um problema de saúde, e chama atenção para as recomendações da Organização da Saúde (OMS) na abordagem do assunto nos noticiários. 
 
“A OMS, há mais de uma década, produziu um material dirigido a comunicadores em geral, profissionais de imprensa, reportando a necessidade da gente não replicar o tabu. É caso de saúde pública no Brasil e no mundo. A informação é a chave da prevenção para qualquer doença ou morbidade”, afirmou Trigueiro ao O POVO. 
 
André é autor do livro “Viver é a Melhor Opção – A prevenção do suicídio no Brasil e no Mundo”, que faz um apanhado de dados sobre a prevenção e a incidência do tema, baseados em relatórios da OMS. Segundo o jornalista, 90% dos casos de suicídios têm ligação com alguma patologia mental, sendo 30% destas motivadas pela depressão, e que o preconceito de gênero, de raça e de sexualidade é outro fator potencial para acometer novas vítimas. 
 
Já a professora Alessandra apresentou o trabalho “Autocuidado e cuidado com o outro: os afetos que nos protegem do suicídio”, onde abordou o alto nível de estresse ao qual os comunicadores são submetidos na rotina de trabalho, ainda mais num ambiente de muita cobrança, exigência por perfeição e vaidade.
TAGS