Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Moradores reclamam da falta de água frequente no bairro Mondubim

Segundo relatos, o abastecimento de água está há quatro dias irregular
20:29 | Set. 28, 2018
Autor Israel Gomes
Foto do autor
Israel Gomes Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
Moradores da rua Cristiane Otoní, no bairro Mondubim, reclamam da falta de água frequente na região. Segundo relatos, o abastecimento de água está há quatro dias irregular.
 
De acordo com Helen Alves, 21 anos, na segunda-feira, 24, sem aviso prévio, o abastecimento foi interrompido. Ela afirma ter entrado em contato com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e a instituição disse estar realizando reparos em canos da região, mas a situação seria normalizada no mesmo dia, às 22 horas.
 
Segundo Felipe Garcia, no dia seguinte, a água chegou “sem força” para abastecer as residências mais altas do bairro e em pouco tempo faltou novamente. "Estamos comprando água mineral para realizar as atividades do dia a dia como cozinhar, tomar banho, entre outras", acrescentou o  administrador de empresas. Além disso, o morador relata que a situação acontece com frequencia na localidade.
[SAIBAMAIS] 
Em nota enviada ao O POVO Online, a Cagece disse que o problema foi ocasionado por uma paralisação de energia, ocorrida na estação de tratamento que distribui água para a localidade. A instituição acrescentou que a energia retornou e o abastecimento de água foi retomado nesta sexta-feira, 28. O equilíbrio completo do sistema deve acontecer em até 24 horas.
 
Em caso de ocorrências como esta, a população deve entrar em contato com a companhia pelos canais de atendimento disponíveis, como a Central de Atendimento, 0800 275 0195, pelo aplicativo Cagece Mobile, disponível para Android e iOS, ou por meio da Gesse, a assistente virtual no site da instituição.
 
Protestos
 
[FOTO2]
Moradores do bairro Primavera, em Caucaia, bloquearam a BR-222, na tarde da quinta-feira, 27, com queima de pneus. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o protesto foi contra a falta de água na localidade. O ato teria começado por volta das 16h30min.
 
Em nota enviada ao O POVO Online, a Cagece informou que, atualmente, o abastecimento em Primavera acontece em regime de contingência. A instituição acrescentou que as ocorrências de baixa pressão registradas no sistema que abastece a localidade são causadas pela incidência de furtos na rede que fornece o distrito.
 
A Companhia afirma estar trabalhando em ações que melhorem a oferta de água no município por meio de "ações de combate às fraudes, regularização de clientes com instalação de hidrômetros e padronização da rede de água".
 
Colaborou Matheus Facundo

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags