Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Carros da 99 Pop terão câmera para monitoramento das viagens

A medida deve chegar a Fortaleza nos próximos dias. São Paulo já conta com o sistema
11:40 | Set. 20, 2018
Autor Israel Gomes
Foto do autor
Israel Gomes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1] A 99 Pop começou o período de testes com câmeras de monitoramento nos carros de motoristas cadastrados no serviço de transporte via aplicativo. Na última terça-feira, 18, a empresa deu início às operações do sistema em São Paulo. A medida deve chegar a Fortaleza nos próximos dias.
 
[SAIBAMAIS] De acordo com a 99, o serviço visa oferecer segurança aos usuários e motoristas do aplicativo. As câmeras são conectadas à uma central de segurança da empresa, que processará os dados em tempo real, além de armazenar imagens. A companhia garante “confidencialidade” das informações obtidas por meio do monitoramento. 
 
A medida chega após a série de reportagens do O POVO que denunciou o motorista Patrick Gomes do Nascimento, cadastrado no 99Pop com dados falsos para cometer estupros contra passageiras.
  
Além da capital paulista e de Fortaleza, a tecnologia vai funcionar em Recife e Porto Alegre nos próximos dias. Nesta fase, considerada de testes, os equipamentos serão custeados pela empresa em carros selecionados. Nos meses seguintes, após avaliação, o número de câmeras instaladas deverá ser ampliado para mais veículos e para outras cidades. Para esta etapa, a empresa ainda discute como será o custeio das câmeras.
  
A 99 ainda pretende incluir lentes com visão noturna e “olho de peixe”, para captar em ângulo mais amplo o que acontece no carro.
 
“O dispositivo aumentará ainda mais o nível de monitoramento das viagens feitas pelo app, com foco em prevenção”, diz Leonardo Soares, diretor de Segurança da 99. “O aumento de proteção será para os dois lados, passageiros e motoristas”, acrescenta.
 
Para monitorar as imagens, a empresa montou uma equipe, com 50 pessoas, compostas por ex-militares, engenheiros e psicólogos. O serviço funcionará 24 horas, durante os sete dias da semana.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

MPCE pede que população se manifeste em defesa do edifício São Pedro

Patrimônio histórico
09:35 | Ago. 21, 2021
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) orientou a população cearense a se manifestar em defesa do patrimônio histórico do Estado, incluindo o edifício São Pedro, cujo tombamento provisório foi suspenso pela Prefeitura de Fortaleza. Em nota circulada nesta sexta-feira, 20, o órgão afirmou ter recebido “com extrema surpresa e tristeza” a decisão da gestão municipal, tomada a partir de decreto publicado na quinta-feira, 19.

A expressão dos cearenses em defesa do edifício teria como objetivo, segundo o texto, sensibilizar os “agentes públicos acerca da importância da preservação dos prédios e construções históricas que, com suas existências, contribuem para a preservação da memória do povo fortalezense e cearense”. O MPCE solicitou informações à Secretaria Executiva da Regional II de Fortaleza quanto a possíveis pedidos de derrubada do prédio, localizado no bairro Praia de Iracema.

Ainda, o MPCE analisa o caso para “tomar as medidas cabíveis” e “aguarda o envio do parecer jurídico que orientou o decreto”. O prefeito José Sarto (PDT) argumentou que o edifício conta com “inúmeras patologias de alto grau” e que se tornou “inviável economicamente” recuperar sua estrutura. Para basear a determinação, o chefe do Executivo municipal usou informações de relatório de 2018 do Grupo de Pesquisa em Materiais de Construção e Estruturas, da Universidade Federal do Ceará (GPMate/UFC), assim como laudos técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf).

Histórico

Na publicação feita na quinta-feira, 19, a gestão municipal ainda ponderou que há um “risco acentuado” à integridade e segurança de pessoas e bens, com o atual estágio de indefinição com o tombamento definitivo do bem. Em entrevista ao O POVO em março, o sócio majoritário do prédio, Alexandre Gentil Philomeno Gomes, disse que entraria com um memorando para isolar as calçadas a fim de evitar que marquises caíssem em cima de transeuntes.

Também em março, o Edifício São Pedro foi alvo de saqueadores das proximidades da região. As pessoas entravam de mãos vazias e saíam carregando pilhas de ferro, metal, cobre, fios, canos, telhas, portas e janelas do prédio mal conservado e descarregavam o material em carroças de lixo próximas, estacionadas na calçada ao lado da igreja de mesmo nome da edificação.

Com tombamento provisório autorizado em 2015, o processo para preservação começou a ser revisto em 2018. Na época, o empresário Philomeno Júnior defendeu que a ideia seria fazer intervenções na propriedade e contribuir com a revitalização e reordenamento da Praia de Iracema. Ele disse que o plano era que uma nova torre viabilizasse financeiramente a preservação do São Pedro.

A edificação data da década de 1950 e marca pioneirismo no avanço imobiliário verticalizado e no setor hoteleiro na capital cearense. Ele foi o primeiro com mais de dois andares na praia, e inaugurou o uso hoteleiro da região. Até então, esse tipo de empreendimento estava concentrado na região central da Capital.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Mega paga neste sábado R$ 41 milhões

Blog do Eliomar
09:32 | Ago. 21, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Mega-Sena paga na noite deste sábado (21) um prêmio de R$ 41 milhões, segundo a estimativa da Caixa Econômica Federal. As apostas podem ser feitas até as 19 horas, ao preço mínimo de R$ 4,50.

A Quina também acumulou e tem uma premiação de R$ 5,5 milhões,m de acordo ainda com a estimativa da Caixa. A aposta mínima cista R$ 2.

Na noite dessa sexta-feira (20), a Quina sorteou os números 02 - 19 - 33 - 42 e 80.

As 70 apostas com quatro acertos receberão a quantia de R$ 8,6 mil, nenhuma realizada no Ceará.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Série D: Caxias mira reabilitação contra líder e invicto FC Cascavel

Esportes
09:10 | Ago. 21, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Sem vencer há quatro jogos, o Caxias-RS busca a reabilitação na Série D do Campeonato Brasileiro contra o FC Cascavel-PR, um dos únicos cinco times invictos da competição e líder do Grupo 8. A partida válida pela 12ª rodada será neste sábado (21), às 15h (horário de Brasília), no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS), com transmissão ao vivo da TV Brasil.

Os anfitriões ocupam o quarto lugar da chave, com 13 pontos, somando apenas dois dos últimos 12 pontos disputados. A derrota por 1 a 0 para o Esportivo-RS, há uma semana, em casa, foi a segunda consecutiva do time grená, que será dirigido pelo auxiliar Célio Pretto pela terceira vez seguida. Ele substitui o técnico Rafael Jaques, que contraiu o novo coronavírus (covid-19) no início do mês e chegou a ser internado, recebendo alta na última segunda-feira (16). O treinador ainda precisa cumprir o período de afastamento e deve retornar aos trabalhos no clube apenas a partir da semana que vem.

Outros seis jogadores do Caxias se recuperaram da covid-19 e concluíram o isolamento. Os zagueiros Erik, Lucas Rocha e Thiago Sales, o lateral Bruno Ré e os meias João Vieira e França, porém, ainda são dúvidas para o confronto. Se repetir a formação que encarou o Esportivo, Pretto deve escalar: Marcelo Pitol; Lucas Carvalho, Rafael Lima, Henrique e Vidaletti; Marlon, Karl e Diogo Oliveira; Jean Dias, Michel e Kelvin.

Programa de redução de salários e jornada termina na próxima semana

Geral
09:10 | Ago. 21, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) termina no próximo dia 25, quando as empresas devem encerrar os acordos de redução de jornada e salário ou de suspensão de contratos de trabalho. O texto da Medida Provisória (MP) nº 1.045, de 27 de abril de 2021, prevê que a nova edição do BEm tem duração de 120 dias.

O prazo pode ser prorrogado a critério do governo federal, de acordo com as condições orçamentárias, mas para isso, a medida precisa ser aprovada no Congresso. O texto substitutivo da MP, do deputado Christino Aureo (PP-RJ), foi aprovado pela Câmara dos Deputados na semana passada e remetido ao Senado, onde ainda será analisado. A versão aprovada também permite que o BEm seja reeditado em futuras situações de emergência de saúde pública ou de estado de calamidade.

Lançado no ano passado como uma das medidas de enfrentamento à crise econômica gerada pela pandemia de covid-19, o programa beneficiou cerca de 10 milhões de trabalhadores em acordos que tiveram a adesão de quase 1,5 milhão de empresas. Neste ano, desde quando foi relançado em abril, até o dia 17 de agosto, mais de 2,5 milhões de trabalhadores obtiveram a garantia provisória de emprego mediante acordo com 632,9 mil empregadores.

O Ministério do Trabalho e Previdência possui um painel público com os dados do BEm.

O programa prevê a redução de salários ou a suspensão dos contratos nos mesmos moldes de 2020. Os acordos individuais entre patrões e empregados podem ser de redução de jornada de trabalho e salário nos percentuais de 25%, 50% ou 70%.

Como contrapartida, o governo paga mensalmente ao trabalhador o Benefício Emergencial, que corresponde a uma porcentagem da parcela do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido. O benefício é pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Na prática, um trabalhador que teve redução de 25% do salário recebe 25% do valor do seguro-desemprego que teria direito, e assim sucessivamente. No caso da suspensão temporária dos contratos de trabalho, o governo paga ao empregado 100% do valor do seguro-desemprego, de empresas com receita bruta de até R$ 4,8 milhões em 2019. Em empresa com receita acima desse patamar, o trabalhador recebe 70% do valor do seguro e 30% do salário.

Em todos os casos fica reconhecida a garantia provisória no emprego durante o período acordado e após o restabelecimento da jornada ou encerramento da suspensão, por igual período. Por exemplo, um acordo de redução de jornada de 90 dias de duração deve garantir ao trabalhador a permanência no emprego por mais 90 dias após o fim desse acordo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro e março

Blog do Eliomar
08:58 | Ago. 21, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Trabalhadores informais nascidos em fevereiro e março recebem hoje (21) a quinta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

As datas da prorrogação do benefício foram anunciadas no último dia 12. O pagamento da quinta parcela para o público geral começou ontem (20) e segue até o dia 31.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da quinta parcela aos inscritos no Bolsa Família começou na quarta-feira (18) e segue até o dia 31. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Em todos os casos, o auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

O programa se encerraria em julho, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas.

(Agência Brasil)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags