Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Aplicativo pioneiro que facilita criação de laudos periciais será utilizado no Ceará

O sistema foi feito em software livre e teve baixo custo de execução, de acordo com o coordenador de tecnologia da Perícia Forense do Estado (Pefoce)
14:05 | Set. 28, 2018
Autor Alexia Vieira
Foto do autor
Alexia Vieira Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1] 
Desenvolvido pela Coordenadoria de Tecnologia e Informação (CTI) da Perícia Forense do Ceará, o aplicativo Galilei deve mudar a forma como os peritos estão acostumados a trabalhar no Estado. O novo sistema deve agilizar a reunião de informações colhidas nas ocorrências e a criação de laudos periciais, já que o trabalho será feito de forma automatizada. O Ceará é o primeiro estado do Nordeste a ter um app como este.

“O sistema deve beneficiar a investigação policial. O trabalho da Polícia Civil é fortemente apoiado no trabalho da polícia técnico-científica”, diz o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa. Ele explica que a qualidade das provas periciais é de “extrema relevância” para as ações dos órgãos de Segurança. Devido ao medo ou à insegurança, testemunhas estão menos dispostas a depor, segundo Costa. Por isso, a coleta de provas no local do crime se torna mais importante.

[SAIBAMAIS]Além de substituir o registro do laudo em papel, Galilei deve ter acesso a bancos de DNA, produzir croquis do corpo da vítima, armazenar fotos do local do crime e informações sobre os objetos encontrados na cena da ocorrência. O custo da elaboração do aplicativo foi baixo, como relata Luciano Freire, coordenador do CTI. De acordo com o técnico, o investimento foi aplicado no trabalho dos desenvolvedores e nos 40 tablets com o app que devem ser distribuídos nas equipes atuantes na Capital. 

O sistema também deve ser implantado no Interior em breve. Serão entregues 50 computadores à Pefoce para interligar os dados conseguidos pelos peritos na rua e o trabalho feito dentro dos laboratórios. O novo modelo deve começar a ser utilizado já nesta segunda-feira, dia 1º de outubro, segundo Luciano. 

Novas viaturas
 
[FOTO2] 

Durante ato de entrega dos tablets e computadores com o Galilei, a SSPDS também disponibilizou 17 novas viaturas para a polícia forense do Estado. Dentre elas, 15 são alugadas, como outros veículos adquiridos para a Polícia Militar do Ceará. Outras duas, de modelo Toyota Hilux, são compradas pelo Governo. Os carros devem ser distribuídos na Capital e nos outros sete núcleos da Pefoce no Interior. 
 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags