PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Por que as comemorações de Iemanjá e Nossa Senhora da Assunção ocorrem no mesmo dia

A Festa de Iemanjá ocorre em Fortaleza desde 1950, com oferendas levadas ao mar em homenagem à orixá. Nossa Senhora da Assunção é padroeira da Cidade desde sua transformação em vila

19:38 | 13/08/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )
[FOTO1]O catolicismo e a umbanda têm festividades religiosas em um mesmo dia na Capital: 15 de agosto. A data é considerada feriado municipal devido ao dia de Nossa Senhora da Assunção, padroeira de Fortaleza. Além dos católicos que realizam uma caminhada em homenagem à santa já há 16 anos, umbandistas também prestam homenagem a Iemanjá, agradecendo realizações e reforçando pedidos por meio da entrega de oferendas ao mar.
[SAIBAMAIS]
A umbanda é uma religião brasileira que surgiu da união entre crenças cristãs e africanas. Os escravos, proibidos de prestar culto a divindades africanas, atribuiam orixás às imagens de santos católicos. Para a umbanda, Iemanjá, a deusa das águas, é relacionada à figura de Maria. O dia dedicado à orixá varia em cidades do Brasil de acordo com a aparição de Nossa Senhora mais representativa. Oficialmente, no Brasil, o dia de Iemanjá é em 2 de fevereiro. Porém, já que Nossa Senhora da Assunção é padroeira de Fortaleza, Iemanjá é celebrada no dia da santa, 15 de agosto.

[FOTO2]A Festa de Iemanjá ocorre em Fortaleza desde 1950, apesar de ser oficializada como atividade permanente apenas em 1954. A Caminhada com Maria, celebração católica em homenagem à Nossa Senhora de Assunção é mais recente; neste ano, completa sua 16ª edição. Para o professor do departamento de geografia da Universidade Federal do Ceará (UFC) com pesquisas na área de religião, Tiago Vieira, o evento católico surgiu como uma resposta ao umbandista.

Nossa Senhora da Assunção é a Virgem Maria em alusão a sua assunção aos céus. A santa se tornou padroeira de Fortaleza devido ao forte que deu nome à Cidade ter o nome dela. Desde a fundação de Fortaleza, ela é considerada uma protetora da cidade, de importância tão grande que o Município declarou o dia dela como feriado, mas não o aniversário da Cidade. A lei que define 15 de agosto como feriado é de 1995, mas, até 2002 não existia uma festividade específica, como no caso de Nossa Senhora de Fátima, no 13 de maio. Atualmente, a Caminhada com Maria reúne milhões de fiéis que percorrem as ruas de Fortaleza anualmente. 

Conforme o especialista, a Festa de Iemanjá é uma forma de mostrar a umbanda como religião, principalmente em um estado prioritariamente católico. “Aqui muito se fala que não tinha negro, [a celebração] mostra como os negros se fazem presentes no Ceará. Os terreiros se organizavam e fazem essa festividade como maneira de se impor à sociedade, de deixar claro que existem”, diz. Ano passado, a festividade começou a ser considerada patrimônio imaterial pela Secultfor. Neste ano, a expectativa é que mais de 120 mil pessoas compareçam aos festejos, que ocorrem na Praia do Futuro e na Praia de Iracema.
TAGS