PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Polícia faz buscas, usa helicóptero e diz que não medirá esforços para prender assassinos de PMs

A PM decretou luto oficial de três dias. Aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) participa das buscas

Lucas Braga
18:37 | 23/08/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) se posicionou em nota à imprensa sobre a morte de três policiais militares na tarde desta quinta-feira, 23, em Fortaleza. "A SSPDS e suas vinculadas Polícia Civil e Militar reiteram que não medirão esforços para identificar e prender os suspeitos".

 

[FOTO1] 

As vítimas foram identificadas pela pasta como José Augusto de Lima, de 58 anos (1º sargento da reserva); Antonio Cesar Oliveira Gomes, 50 (2º tenente da reserva); e Sanderley Cavalcante Sampaio, 46 (subtenente da ativa). Cesar havia entrado para a reserva recentemente.

 

[SAIBAMAIS] 

Na noite desta quinta, equipes das polícias Civil e Militar realizam diligências para identificar e prender os suspeitos dos homicídios. O fato ocorreu no bairro Vila Manoel Sátiro. Equipes da 11º Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), também realizam buscas.

 

Aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) participa das buscas. 

 

%2b Camilo cancela agenda de campanha após mortes de policiais

 

Crime 

As vítimas estavam em um bar. O policial da ativa estava de folga. De acordo com os primeiros levantamentos, os criminosos chegaram ao local em um veículo, modelo Volkswagen Voyage, de cor preta, e efetuaram disparos na direção das vítimas, que foram atingidas e morreram no local.

 

Como O POVO Online noticiou, o automóvel que teria sido utilizado no crime foi abandonado em seguida. A Polícia não antecipou possível motivação para o triplo assassinato. 

 

Rômulo Lima, perito da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) disse à reportagem que não poderia antecipar informações para que as investigações não fossem prejudicadas. Ele não informou também o calibre da munição usada na morte dos PMs. "Não podemos adiantar muita coisa até pela complexidade do local. Só posso adiantar que foi arma de fogo. Projéteis, estojos, armas encontradas, a balística como um todo já foi encaminhada ao delegado". 

 

A população pode repassar informações que ajudem a identificar e localizar os suspeitos. Para isso, basta ligar para o disque denúncia da SSPDS pelo número 181 ou para o 190 da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). O sigilo das denúncias é garantido.

 

[FOTO2] 

Pesar 

A Polícia Militar também se posicionou com nota de pesar: 

O Coronel Comandante Geral da Polícia Militar do Ceará, no uso de suas atribuições legais, decreta luto oficial de três dias na Corporação, a partir desta data, em virtude da morte dos policiais militares.


Às famílias enlutadas, apresentamos nossos sentimentos de solidariedade e respeito pela imensa dor que, com certeza, invade a alma e dilacera nossos corações.


Que os nossos irmãos de farda não sejam jamais esquecidos por todos nós, que continuamos na labuta diária por uma segurança cada vez melhor.

 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) se solidariza com os familiares e amigos dos policiais militares e com toda a Polícia Militar do Estado do Ceará.

 

A Procuradoria Geral de Justiça adotará todas as providências possíveis para auxiliar as investigações e levar a julgamento os responsáveis por esse bárbaro crime, que possui elevados indícios de atentado contra o Estado de Direito e seus agentes. 

 

O Sindicato da Polícia Civil divulgou nota de pesar e convocou a categoria dos policiais civis a participar do velório e sepultamento dos PMs. Nas redes sociais, os policiais expressaram o luto. Confira a nota do Sinpol:

 

O Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/CE) lamenta profundamente a morte dos três policiais militares, Sargento Augusto, Sargento Cavalcante e Segundo-Tenente César assassinados covardemente na tarde desta quinta-feira, 23, na Vila Manoel Sátiro. 


A diretoria do Sinpol Ceará convoca a categoria para se fazer presente no velório e no enterro para dar apoio as famílias dos guerreiros. O Sinpol ressalta que a Polícia Civil e a Polícia Militar são uma única família e espera que as forças de segurança, coordenadas pela Secretaria de Segurança, deem uma resposta imediata e firme a esse ataque covarde contra os nossos irmãos da Polícia Militar.

TAGS