PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Ação da Polícia Civil no Ceará apreende rifle e quase onze quilos de drogas

Três pessoas foram presas, responsáveis por um laboratório de entorpecentes no bairro Parque Dois Irmãos. Droga era traficada no Sertão Central

15:23 | 16/08/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )
[FOTO1]
Mais de dez quilos de drogas foram apreendidos em ação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), juntamente com o Choque e com a Coordenadoria de Inteligência. Os policiais encontraram os entorpecentes em laboratório no bairro Parque Dois Irmãos, em Fortaleza, e prenderam três suspeitos pelo crime. Um revólver 38, uma pistola 9mm, uma pistola .380 e um rifle 44 também foram apreendidos na ocasião. Informações foram divulgadas em coletiva promovida pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) na manhã desta quinta-feira, 16.

A ação foi iniciada na última segunda-feira, 13, e concluída na última terça-feira, 14. A investigação que culminou com a descoberta do laboratório começou após a prisão do chefe da quadrilha, Carlos Odeon Bandeira, conhecido como “Bola”, no início de julho, em São Paulo. As drogas distribuídas pelo grupo eram traficadas para o Sertão Central, para municípios como Quixeramobim, Quixadá, Milhã, Senador Pompeu e Deputado Irapuan Pinheiro. 

Cinco pessoas foram presas em flagrante no laboratório. Duas meninas, porém, foram liberadas e respondem em Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Foram presos Max Breno Andrade de Sousa, 23, conhecido como “Diabinho”, Francisco Ismael Silva Lima, conhecido como “Mael”, e Daniel Silva Lima, 28, irmão de “Mael” e conhecido como “Cdd”. Eles foram conduzidos até a delegacia especializada de narcóticos e de Quixeramobim.

Foram apreendidos 2,6 kg de mistura para droga, quatro tijolos de maconha prensada, totalizando 4,5kg, várias pedras de crack, totalizando 1,082kg, 2,7kg cocaína, 2,750kg de maconha separada e 290g de cocaína pino. Além disso, a Polícia reteve duas prensas de droga, 2,6kg de mistura para droga e uma balança de precisão. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS