PUBLICIDADE
Notícias

Veja como deve ficar Lagoa da Parangaba após requalificação

Maior mudança será no local onde ocorre a tradicional Feira da Parangaba

15:37 | 18/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
Com orçamento de R$ 6 milhões e duração prevista para um ano, as obras no entorno da Lagoa da Parangaba devem começar até 15 de agosto. O prefeito Roberto Cláudio (PDT) anunciou nesta terça-feira, 18, o pacote de mudanças que serão realizadas no local. Areninha, praças, academia ao ar livre e píer são alguns dos novos equipamentos que compõem a lista de alterações feitas nas proximidades do manancial. “A lagoa tem um valor importante para o bairro, mas o potencial de lazer ainda não é usufruído”, aponta o gestor. 

[FOTO7]
A Lagoa será divida em quatro partes: norte, sul, leste e oeste. A ciclofaixa que deve rodear toda a circunferência do manancial deve começar na área norte. Ainda neste local, um píer para visualização da lagoa e para pesca deve ser construído. Áreas verdes terão plantações de mais árvores e novas calçadas com pisos intertravados serão instaladas. 
 
[FOTO6]No lado oposto, práticas de esportes serão o foco, com mini areninha e quadras de vôlei. O sul também receberá mobiliário urbano e paisagismo. De acordo com Roberto Cláudio, o entorno deste local deve gerar nova economia. “Os arredores de outras areninhas tem atraído comerciantes, formando um local de comércio e convivência. É o que queremos que aconteça com essa parte também”, diz. Além disso, um mirante deve compor o espaço.
 
[FOTO3] [FOTO5]
 
A parte oeste da lagoa ganhará uma pista de skate e a quadra poliesportiva receberá reforma. Uma pista de cooper também será instalada nesta área. A moradora Valdizelia Alves de Lima, 56, afirma que deixou de praticar caminhadas no calçadão da lagoa por ele estar em condições ruins de manutenção. Ela afirma que o bairro não é mais como era antes, está se desenvolvendo. Portanto, os moradores desejam que os pontos ruins mudem para melhor. 
 
[FOTO2] 
 
Área leste e a Feira da Parangaba

A requalificação da Feira da Parangaba é um tópico discutido em diversas gestões da Prefeitura da capital. Célia Silva vende ferragens há 20 anos no local e explica que sempre escutou a informação de que a feira ia mudar de local ou acabar. “Sempre conversavam com a gente, diziam que ia ter e não tinha”. Desta vez, o recadastramento dos feirantes começou há um ano. A comerciante relata que participou de reuniões, preencheu questionários e entregou documentos na Secretaria da Regional IV, que faz parte do projeto para a mudança da feira para o lado Leste da lagoa. 
 
[FOTO4] 
 
“Havia boatos de que eles seriam retirados, mas há espaço para pelo menos 1.500 ambulantes, o que comporta quase todos os que trabalham na feira atualmente”, disse o secretário da Regional IV, Francisco Sales. Na solenidade de hoje, a prefeitura entregou para 1.100 feirantes o Termo de Permissão de Uso, que dá o direito de atuar na nova área. Apenas quando a parte nova for concluída é que os trabalhadores farão a mudança de local, permitindo a continuidade das atividades do comércio mesmo em meio a obras. 
 
Ordenação do tipo de barracas, formação de corredores para os consumidores, quiosques de alimentação e banheiros para os comerciantes serão instalados no novo local da feira. Para os feirantes que ainda não efetuaram o recadastro, é proposto o prazo de 30 dias para que compareçam à sede da Secretaria Executiva Regional VI com documento com foto, CPF e comprovante de residência para atualizar suas situações. Célia diz que não sabe o que esperar do novo espaço, mas afirma que gosta de trabalhar próximo à lagoa. 

TAGS