PUBLICIDADE
Notícias

Projeto da AMC reduz 61% de acidentes com vítima em Fortaleza

Projeto contempla melhorias na sinalização e reforça a fiscalização em áreas onde há altos índices de veículos rebocados

23:20 | 12/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1]Com o objetivo de salvar vidas, o projeto “Esquina Segura” tem reduzido o número de acidentes no trânsito da Capital cearense. De acordo com estudo realizado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), houve diminuição de 61% das ocorrências com vítimas desde março de 2017.

[SAIBAMAIS]Abrangendo 198 esquinas da Cidade, a medida dispõe de estatísticas positivas, garantindo mais segurança a condutores e pedestres. Números de acidentes gerais, por exemplo, tiveram redução de 53% durante o período analisado. Superintendente da AMC, Arcelino Lima diz observar também mudanças no comportamento dos motoristas.

Para Arcelino, os condutores “estão fazendo a sua parte”, ao evitar estacionar em locais irregulares. “Dessa forma não prejudicam a visibilidade de quem deseja cruzar a via. Pelo que acompanhamos nas ruas percebemos uma significativa melhoria na postura dos cidadãos”, afirma.

O projeto contempla mais sinalização e reforça a fiscalização em áreas onde há altos índices de veículos rebocados. “Hoje, as equipes vão a campo e muitas vezes não se deparam mais com essa prática como antigamente”, avalia.

Pesquisa
O estudo comparou dados dos 24 meses anteriores e dos 11 meses posteriores a implantação do projeto “Esquina Segura”, em cada ponto. A maior variação percebida foi no cruzamento da avenida 24 de Maio com a rua Meton de Alencar, no Centro de Fortaleza. O número de acidentes com vítima caiu de seis para zero, no local.

Outro ponto de evidente redução foi no cruzamento entre as ruas Dr. José Lourenço e Torres Câmera, na Aldeota. Na região a diminuição foi de sete ocorrências para uma.
 
Redação O POVO Online 
TAGS