PUBLICIDADE
Notícias

Funcionamento do VLT não ocorre até o meio-dia em todas as estações

Funcionando em fase de testes, algumas estações fecham antes do horário previsto devido à pequena quantidade de carros circulando

15:38 | 26/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Quem pretende utilizar o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que funciona em fase de testes da Parangaba até o Papicu, precisa ficar atento ao horário dos trens. Apesar de o horário anunciado de funcionamento ser de 6 horas ao meio-dia, algumas estações fecham mais cedo, após a passagem do último carro, que sai tanto da Parangaba quanto do Papicu às 11h20min. O horário é seguido, de fato, apenas nas extremidades da linha.

[SAIBAMAIS]
Segundo a assessoria do Metrô de Fortaleza (Metrofor), isso ocorre porque o VLT está em operação assistida, em uma fase em que parâmetros operacionais são alinhados, como horários e regularidade. Nesse período de testes, apenas dois carros estão rodando, atendendo os passageiros gratuitamente. Mais veículos devem ser incorporados quando o VLT estiver funcionando normalmente. O funcionamento comercial ainda não tem data marcada, mas começará com o fim das obras. A linha, que hoje chega apenas até o Papicu, deve ir até o Mucuripe, com a construção de mais duas estações.

Durante esse período, a pontualidade tem sido seguida à risca. O POVO Online visitou a estação Borges de Melo próximo ao fim das operações do dia. O último trem, previsto para sair às 11h31min, chegou às 11h30min e saiu no horário planejado. 

Conforme o Metrofor, o restante da obra, com mais duas estações (Mucuripe e Iate), além de cercamento e outras obras complementares, deve ficar pronta até o final de 2018. A previsão de demanda potencial do modal é de 90 mil passageiros por dia.

[FOTO2]
TAGS