PUBLICIDADE
Notícias

Rodoviários fazem paralisação em Fortaleza e Juazeiro do Norte

Veículos do transporte intermunicipal e interestadual ficaram parados até às 21 horas; rodoviários reivindicam reajuste salarial e aumento de benefícios como vale transporte e cesta básica

23:21 | 20/06/2018
[VIDEO1]Após três meses de rodadas de negociações fracassadas, os rodoviários dos transportes intermunipais e interestaduais realizaram paralisação em Fortaleza e Juazeiro do Norte. O ato durou até às 21 horas desta quarta-feira, 20, na Rodoviária Engenheiro João Tomé, em Fortaleza, e no terminal rodoviário de Juazeiro do Norte. Profissionais reivindicam reajuste salarial e aumento de benefícios como vale transporte e cesta básica

O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros Intermunicipal e Interestadual (Sinteti), que defende os interesses dos profissionais, rejeitou a oferta do sindicato laboral, que, nas medidas da nova legislação trabalhista, ofereceu redução da jornada de trabalho de 44 para 18 horas semanais e cancelamento de vale alimentação e proposta de demissão dos funcionários mais antigos. Segundo o Sinteti, se a proposta fosse aceita, os salários poderiam diminuir até 50%.

Até a última sexta-feira, 15, as negociações andavam com proposta feita pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Intermunicipal e Interestadual do Ceará (Sinterônibus) de aumento de 3% no salário e acréscimo de R$ 0,50 no vale refeição e R$ 10 na cesta básica. Para essa proposta ser oficializada, o Sinterônibus impôs que os trabalhadores aceitem reduções da jornada de trabalho e de salários.

O Sinteti, porém, não acatou e convocou a paralisação após assembleia com os trabalhadores. Os rodoviários esperam que a proposta chegue a 4% de reajuste salarial, que a cesta básica seja ajustada para R$ 140 e o vale refeição para R$ 14.

O POVO Online buscou contato com o Sinterônibus, mas não obteve retorno até a publicação.
 
Redação O POVO Online 
TAGS