PUBLICIDADE
Notícias

Detidas quatro pessoas que assaltaram e mantiveram reféns funcionários do O POVO

Três adolescentes de 16 anos foram apreendidos. Um homem foi preso. Ação ocorreu na noite de segunda, nas imediações do O POVO. Grupo usava arma de brinquedo

17:20 | 08/05/2018
Jornalista e estagiário do O POVO foram vítimas de sequestro-relâmpago, nas imediações da sede do Grupo de Comunicação O POVO (GCOP), no bairro José Bonifácio. Abordados por cinco homens ao entrar em estacionamento na rua Eusébio de Souza, os funcionários foram mantidos reféns por cerca de 45 minutos no veículo de uma das vítimas, para efetuar saque. O crime ocorreu na noite desta segunda-feira, 7. 

A arma usada pelo grupo era de brinquedo. Quadrilha foi pega em flagrante. No entanto, um integrante está foragido. Foram apreendidos três adolescentes de 16 anos e preso Valdeir Bezerra de Oliveira, de 18 anos. Os adolescentes foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 
 
Valdeir Bezerra foi autuado por roubo e corrupção de menores de idade. Os três jovens vão responder por ato infracional análago a roubo. Os objetos subtraídos e o carro foram recuperados. Caso é investigado pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). O POVO Online não divulga a identidade das vítimas por motivos de segurança. 

Ação 

A quadrilha manteve as vítimas sob ameaça com arma de brinquedo e levaram-nas para sacar dinheiro em um caixa eletrônico, em posto de combustível, localizado na Avenida Santos Dumont. Lá, um dos assaltantes desceu com o funcionário e sacou R$ 750. Quando retornaram, o veículo não estava mais no local. 
 
Conforme investigação da SSPDS, eles teriam sido deixados para trás pelo restante do grupo. Assim, o estagiário teve de caminhar por algumas ruas no bairro com o assaltante, até ser libertado no entorno do terminal do Papicu. O assaltante chegou entregar R$ 50 para que a vítima voltasse para casa. Enquanto isso, a jornalista ainda era mantida refém com outros quatro envolvidos.
 
Ação só foi interrompida depois de quase uma hora, após denúncia de testemunhas. Quando trafegavam pela rua Desembargador Leite Albuquerque, a Polícia cercou o veículo e o grupo se entregou. Participante que fugiu a pé continua foragido.
 
As sete pessoas estiveram dentro de um único veículo por pelo menos 45 minutos e passaram por vias movimentadas como Antônio Sales e Virgílio Távora, em busca de um local para sacar o dinheiro. A quadrilha deixou claro que o objetivo era obter R$ 2 mil na ação.

Redação O POVO Online
TAGS