PUBLICIDADE
Notícias

Incêndio atinge escola estadual Santa Luzia, no bairro Meireles

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, não houve vítimas; a escola cancelou as aulas nesta terça-feira, 29

16:19 | 28/05/2018
NULL
NULL
Atualizada às 19h31min 
[FOTO1] 
Incêndio atingiu sala de almoxarifado da escola estadual Santa Luzia - do oitavo ano do ensino fundamental ao terceiro ano do ensino médio -, na tarde desta segunda-feira, 28, na rua João Cordeiro, no bairro Meireles.  A informação preliminar é de que o causador das chamas foi um curto-circuito no ar-condicionado da unidade de ensino. A Perícia Forense do Ceará (Pefoce) ainda irá apurar o motivo do incêndio. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, não houve vítimas.
  
Em entrevista ao O POVO Online, o capitão do Corpo de Bombeiros Felipe Ribeiro afirmou que o incêndio não gerou danos consideráveis em outras partes do colégio. Entretanto, as chamas, diz o bombeiro, destruíram todo o material de limpeza que estava no almoxarifado. "Nas salas vizinhas, o único problema que teve foi os forros de PVC que deformaram". 
 
Confira vídeo feito por estudante: 
 
[VIDEO1] 
 
A assessoria do Corpo de Bombeiros confirma a versão. "O incêndio aconteceu em uma sala pequena da escola, que servia de depósito de limpeza. Não foi nada grave e os bombeiros logo conseguiram conter as chamas. Como a sala era afastada do bloco onde os alunos assistem aula, não houve vítima", informou.
  
Segundo alunos da escola, por volta de 13 horas, espalhou-se cheiro de queimado, quando ainda ninguém sabia o que estava acontecendo. Depois, as luzes da escola apagaram. Eram aproximadamente 13h15min quando todos perceberam o incêndio. "Já tava pegando fogo aqui na parte da frente, da lateral", relatou um aluno. A partir disso, todos foram orientados a deixar a escola.
  
No local, a reportagem pôde presenciar equipe do Samu atendendo, pelo menos, dois funcionários da escola por inalação de fumaça. Os empregados da escola estavam em estado estável.

         
[FOTO2]
 
A Superintendência das Escolas Estaduais em Fortaleza (Sefor) informou que, juntamente com a direção da escola, adotou "as providências necessárias". "De imediato, todos foram liberados e não houve feridos".

Segundo o informe, antes do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) chegar para atender a ocorrência, profissionais da escola utilizaram extintores para combater focos de incêndio. A Sefor aguarda parecer dos Bombeiros sobre a causa do incêndio.

As aulas desta terça-feira, 29, foram canceladas na escola. 
Redação O POVO Online 
TAGS