UFC prorroga prazo de apuração para caso de professor de Física acusado de assediar alunaNotícias de Fortaleza
PUBLICIDADE
Notícias


UFC prorroga prazo de apuração para caso de professor de Física acusado de assediar aluna

O caso de assédio aconteceu em março deste ano, quando a aluna foi agredida física e verbalmente pelo professor em sala de aula

17:38 | 30/04/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
Foi encerrado o período de apuração da Comissão de Sindicância sobre o caso do professor do departamento de Física da Universidade Federal do Ceará (UFC) que foi acusado de assediar uma aluna de 16 anos. Entretanto, de acordo com a instituição, a investigação foi prorrogada por mais 30 dias. O aumento do prazo é previsto na legislação, com objetivo de que os trabalhos sejam concluídos. 

[SAIBAMAIS] O caso de assédio aconteceu em 12 de março deste ano, quando a aluna menor de idade relatou que foi agredida física e verbalmente pelo professor em sala de aula. O homem teria empurrado com força a menina três vezes durante uma demonstração prática, além de ter dito expressões de cunho sexual no momento. O professor também teria sido preconceituoso com a etnia da aluna, que tem nacionalidade japonesa e brasileira.

A família da vítima registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza na época do acontecimento. O professor chegou a se afastar da docência por conta própria depois da acusação. Outras alunas relataram práticas abusivas do homem, dizendo que esse tipo de comportamento dele era recorrente. Para demonstrar repúdio ao ato, alunos da universidade se reuniram para se manifestar contra o assédio sofrido pelas estudantes. 
Redação O POVO Online 
TAGS