PUBLICIDADE
Notícias

Professores iniciam greve e fecham avenida em protesto contra proposta de reajuste salarial

Conforme o Sindiute, dois mil profissionais da rede municipal de ensino estão presentes na manifestação. Educadores pedem melhorias nas condições das escolas

11:01 | 18/04/2018
Professores fecham avenida Pontes Vieira em protesto. Eles tomam a rua, colocam cadeiras plásticas. Alguns lancham
Professores fecham avenida Pontes Vieira em protesto. Eles tomam a rua, colocam cadeiras plásticas. Alguns lancham
[FOTO1]Professores da rede municipal de ensino de Fortaleza participam nesta quarta-feira, 18, de protesto que fecha uma das mãos da avenida Pontes Vieira, na altura da Assembléia Legislativa. Conforme o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute), cerca de 2000 profissionais participam da paralisação. A categoria deflagra greve de tempo indeterminado, rejeitando a proposta de reajuste salarial feita pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT) que, para eles, fere a lei do piso dos docentes.
[SAIBAMAIS]
O protesto, que começou às 8 horas deve seguir até 11h30min. Além de criticar a proposta de reajuste, os professores pedem melhorias das condições nas escolas. O prefeito Roberto Cláudio havia dado aumento salarial de 2,95% e pretendia parcelar o restante do reajuste até o fim do ano. Profissionais alegam que a lei do piso prevê que haja anualmente um reajuste automático de 6,81%, além do reajuste da inflação em janeiro, sendo a ideia de Roberto Cláudio uma violação. 

O POVO Online entrou em contato com a Secretaria Municipal da Educação e aguarda posicionamento em nota. 
 
Redação O POVO Online
Com informações de Angélica Feitosa 
TAGS