PUBLICIDADE
Notícias

Professor que se posicionou a favor de Lula em sala de aula em Fortaleza é homenageado por alunos

Em vídeo, é possível ver muitos estudantes indo ao encontro de Almeida para um abraço coletivo

18:41 | 24/04/2018
NULL
NULL
[VIDEO1][VIDEO2]

Postagem da vereadora Priscila Costa (PRTB-CE) no Facebook na última sexta-feira, 20, questionando manifestação política do professor de física, Lenim Almeida, da Escola Estadual Professora Telina Barbosa da Costa, no bairro Messejana, em Fortaleza, gerou repercussão nas redes sociais entre mensagens de apoio e contrárias. Nessa segunda-feira, 23, os alunos da escola demonstraram apoio ao professor e o vídeo da homenagem viralizou na web.

 

 
Defensora do Projeto de Lei conhecido por "Escola Sem Partido", ela questionou o fato de o professor ter ido ao trabalho com camisa estampando a frase "Eleição sem Lula é fraude!"."Escolas de Fortaleza usadas como palanque de militantes travestidos de professores! Qual sua opinião?", estampa a postagem com a imagem do professor escrevendo na lousa.
 
[VIDEO3]
Diante da publicação da vereadora e da repercussão tomada, alunos da escola fizeram uma homenagem ao profissional. Em vídeo, é possível ver muitos indo ao encontro de Almeida para um abraço coletivo. Um outro registro, desta vez uma foto, de autoria de Thalita Fontenele, mostra o professor de costas, olhando para o chão, com muitos alunos nos parapeitos dos dois andares da escola, unidos em gesto de carinho.
  
Em entrevista ao O POVO Online, Lenim diz que não esperava a repercussão negativa em relação a sua imagem, uma vez que sempre desempenhou sua função com dedicação e amor. Além de repassar os conteúdos, diz, uma de suas preocupações é formar cidadãos de bem, mostrando a eles que ainda é possível sonhar num país que não olha para a educação como algo primordial", diz.
 
[FOTO1]
Ele afirma ainda que não se preocupa com quem foi o autor da foto. "Estamos lidando com jovens em formação, mas a preocupação é somente com o abuso e uso indevido da minha imagem, que afetou a minha vida pessoal", externa Almeida. Ele afirma que teve que pedir afastamento do trabalho, visto que suas condições psicológicas não estavam propícias. 

O profissional afirma ter sido ameaçado e ofendido. Em sua defesa, ele alega que em nenhum momento ofendeu ninguém, "apenas estava fazendo um trabalho social, de educador". 
 
Aos 39 anos, ele diz que, diante da homenagem, seria capaz de chorar pelos mesmos 39 anos. A sensação, relata, foi de se sentir vivo, forte e de acreditar que ainda é possível sonhar com uma educação de qualidade no Brasil. "Acredito muito nos meus alunos, acredito na escola pública. O que falta é quem está no poder olhar para a mesma, pois educar uma geração pode mexer com quem está no poder". 
 
O ator Ari Areia, um dos que compartilhou o vídeo da homenagem ao professor, ressalta que Lenim não ensina sociologia, mas física, e acredita que o lado subjetivo do professor não deve ficar escondido em razão de sua profissão. "Ele existindo enquanto cidadão, não deixa de existir enquanto profissional". A pré-candidata à Presidência Manuela D'Ávila (PCdoB) e a deputada federal Luizianne Lins (PT-CE) também fizeram posts em apoio ao professor.
 
O POVO Online tentou contato com a vereadora Priscila Costa (PRTB-CE), mas a parlamentar não atendeu as chamadas.   
TAGS