PUBLICIDADE
Notícias

Parentes e amigos lembram paixão pelo Fortaleza em sepultamento do diretor assassinado

Betinho Studart era conhecido por seu trabalho no Fortaleza Esporte Clube

14:39 | 24/04/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Familiares, amigos e companheiros de trabalho compareceram hoje ao velório e enterro de Roberto Mamede Studart Soares, o Betinho, assassinado na tarde dessa segunda-feira, 23. O homem foi morto em saidinha bancária na avenida Santos Dumont. Conhecido pelo trabalho como diretor de Esportes Amadores e Olímpicos do Fortaleza Esporte Clube, Betinho foi velado por dezenas de pessoas, que lembravam de sua paixão pelo time. "Amigo, altamente brincalhão e uma pessoa muito simples. Vai fazer falta”, disse Daniel Frasson, atual coordenador das divisões de base do Fortaleza. 

[SAIBAMAIS] Pedidos de justiça e paz ecoaram pelos que assistiam ao enterro de Betinho. Entre os discursos proferidos no momento, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, pediu para que o assassinato do diretor não fosse “mais uma estatística”. Ele ainda disse que o clube irá homenagear Betinho em todos os jogos pelos próximos 30 dias. A sala de imprensa da sede do Fortaleza irá se chamar Betinho Studart, em memória de seu trabalho.

Além do time, pessoas de projetos e ONGs que Betinho participava estavam presentes para velar o corpo. Os momentos de silêncio no Parque da Paz foram quebrados por declarações que descreviam o diretor como "exemplo de amor". Kaio Studart, filho do diretor, disse que o pai era como o "alicerce" da família. O corpo de Betinho foi enterrado ao som do hino do Fortaleza cantado pelos presentes.
 
Redação O POVO Online 
TAGS