PUBLICIDADE
Notícias

Morre torcedor do Fortaleza atropelado em passeata; clube lamenta em nota

Torcedor participava de ato pela descriminalização das organizadas

18:28 | 17/03/2018
NULL
NULL
[FOTO1]Nathan Dias, torcedor do Fortaleza atropelado por um micro-ônibus enquanto participava de ato pela paz entre as organizadas, realizado na sexta-feira, 16, morreu neste sábado, 17. No ato, os torcedores rivais estiveram lado a lado. As vítimas da Chacina do Benfica também foram lembradas.
 
O Fortaleza Esporte Clube lançou nota oficial no site lamentando o fato. Nathan foi responsável por imagens de divulgação do ato desta sexta-feira, 17, chamado "Caminhada Pela Vida e Descriminalização das Torcidas".
 
O atropelamento aconteceu na avenida Bezerra de Menezes, em frente a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), onde os torcedores se concentravam ao fim da caminhada. O veículo, que trafegava pela faixa exclusiva, fazia parte da linha Fortaleza-Metrópole sentido Caucaia. Após o atropelamento, alguns torcedores depredaram o micro-ônibus e foram contidos por policiais que acompanhavam a manifestação.

Nathan foi socorrido pelo Samu no local, mas inconsciente após forte pancada na cabeça. Ele estava internado em estado grave sob observação de neurologista no Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro da Capital.

“O Fortaleza, através de sua diretoria, comissão técnica, atletas e funcionários se solidariza e presta as condolências à família e amigos de Nathan Dias”, publicou o clube.
 
Benfica
A caminhada homenageava ainda as sete vítimas da quarta chacina registrada neste ano no Ceará, no Benfica. Na praça da Gentilândia, foram mortos a tiros José Gilmar Furtado de Oliveira Júnior, 33, Antônio Igor Moreira e Silva, 28, e Joaquim Vieira de Lucena Neto, 21. Na sequência, em frente à sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), na Vila Demétrio, morreram Carlos Victor Meneses Barros, 23, Emilson de Melo Júnior, 27 e Adenilton da Silva Ferreira, 24. Já na rua Joaquim Magalhães, foi morto Pedro Braga Barroso Neto, 22. Dos sete, quatro eram ligados à TUF. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS