PUBLICIDADE
Notícias

Menos de um terço das 7.455 paradas de ônibus de Fortaleza têm abrigo para proteger de sol e chuva

A maioria das paradas possui somente a placa e poste de sinalização. Etufor diz que largura das calçadas impede instalação de novos equipamentos

15:15 | 16/03/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
Quem nunca esperou o ônibus se esquivando para ficar na sombra de um poste? Em Fortaleza, essa cena é comum. Dos 7.445 pontos de ônibus da cidade, somente 2.006 têm abrigos, com cobertura para barrar o sol ou a chuva e com assentos. Os tipos se dividem em abrigos de concreto, de metal, e os que têm somente placas sinalizando o local de espera dos coletivos. De acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), não é possível instalar abrigos em todas as paradas de ônibus devido à largura das calçadas da cidade.

Enquanto esperava o ônibus para casa, Elizangela Alves utilizava a sombra do poste de energia elétrica para tentar amenizar o calor. Ela relata que pega ônibus na avenida Desembargador Moreira constantemente, e sempre passa por essa situação. “Nem sempre tem a coberta e a gente tem que se proteger do sol assim mesmo”, conta. O mesmo caso acontece na avenida Visconde do Rio Branco, onde a moradora Marylene Ferreira diz que não existe nenhuma parada de ônibus com abrigo. Segundo ela, o lugar é assim desde que ela começou a residir no Centro, há 10 anos.
 
[FOTO2]
Miguel Guimarães, coordenador da divisão de planejamento da Etufor, explica que para colocar um abrigo em uma parada de ônibus o espaço da calçada deve ter, no mínimo, 2,5 metros de largura. Se essa regra for desrespeitada, o coordenador afirma que é possível que os ônibus sejam danificados pelas cobertas. Além disso, transeuntes não teriam local no passeio para andar livremente. Outro motivo que impossibilita a instalação dos mobiliários seria a fachada de estabelecimentos comerciais ou locais de entrada e saída de veículos. 

Para Joeuza de Souza, dona de casa, as paradas que já existem não protegem tanto do sol. “É melhor do que ficar diretamente no sol quente. Mesmo assim, parece que em lugar que tem sombra, colocam, e onde tem sol, que mais precisa, não tem coberta”, reclama. Miguel garante que a Etufor procura estudar outros tipos de abrigo para dar “um conforto maior” aos passageiros. Entretanto, diz que pelo fato de a Capital ser muito quente, nenhum tipo de abrigo supriria a demanda completamente.

As duas empresas que cuidam das paradas de ônibus de Fortaleza, MC Mensagem e Próxima Parada, são responsáveis pela instalação e manutenção dos mobiliários urbanos. Guimarães diz que o modelo escolhido foi pensado junto com as empresas ganhadoras da licitação e com a Prefeitura. Pontos de ônibus como os utilizados no corredor exclusivo na avenida Bezerra de Menezes, que têm uma estrutura maior e são mais protegidos do sol, não são viáveis para a cidade inteira, segundo ele. As pequenas estações serão implantadas também no corredor da avenida Aguanambi.
 
Modelos de paradas de ônibus do Brasil 
Outros tipos de pontos de espera dos coletivos são utilizados no Brasil. Em Palmas, Tocantins, algumas paradas contam com sistema de Wi-Fi, quadros de informação e carregadores de celular e são movidas com energia solar. Já em São Paulo, certos pontos têm iluminação própria e quadros com mapas. Em Dubai, nos Emirados Árabes, por ser muito quente, as paradas de ônibus têm ar-condicionado. 
 
[FOTO3] 
 
[FOTO4] 
 
[FOTO5] 
TAGS