PUBLICIDADE
Notícias

Dois assaltos no mesmo quarteirão são registrados em menos de oito horas em Fortaleza; veja vídeo

22:07 | 26/03/2018
NULL
NULL

[FOTO1] 

Os moradores da rua Rita Bezerra Nogueira, no bairro Parque Iracema, em Fortaleza, entraram em contato com O POVO relatando uma série de ocorrências criminosas durante os últimos dias. Só na última sexta-feira, 23, em um intervalo de menos de oito horas, uma casa foi invadida e um assalto aconteceu no mesmo quarteirão. Na semana passada havia acontecido uma outra ocorrência que terminou no roubo de um automóvel.

Segundo os moradores, a primeira ocorrência do dia 23 aconteceu por volta das 8h30min, quando um portão de uma casa foi arrombado e diversos bens foram levados. Mais tarde, por volta das 14h50min, quatro homens armados renderam outros moradores que conversavam na rua, roubando seus bens e tentando levar uma Hilux, mas a vizinhança interferiu e impediu o roubo. Nesta última ocasião, um dos criminosos efetuou um disparo, que não feriu ninguém e acertou o portão de uma das casas.

Confira o vídeo desta ocorrência:

[VIDEO1] 

Após as ocorrências, os moradores afirmam terem entrado em contato com a Polícia Militar, que foi ao local conversar com a vizinhança. A região, segundo informam, vem sendo alvo recorrente de gangues e quadrilhas. “A gente está sendo muito visado”, diz um dos moradores ao O POVO. A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública informou que nenhuma ocorrência foi registrada na sexta-feira, 23, na região do Parque Iracema.

A vizinhança afirma que a rua era conhecida pela tranquilidade, mas que em alguns anos a criminalidade vem aumentando. “ Eu tenho 28 anos e nasci aqui”, conta um dos moradores. “A gente fazia festa junina, Dia dos Pais, Natal, Dia das Mães… Alguém botava a televisão pra fora e a gente assistia. Agora não tem mais como.” Ele conta, também, que o aumento da violência na área vem acontecendo gradualmente nos últimos anos, mas que a situação se agravou recentemente. “Ontem (sexta-feira, 23) eu senti um desespero que eu nunca senti na minha vida”, lamenta o morador.

Para os residentes da área, não há policiais suficientes para cobrir toda a área do bairro. “O que está nos deixando desesperado é que a gente não está vendo mais o policiamento”, contou um dos moradores. “A nossa rua está ficando muito visada. Sem a polícia, os bandidos é que estão fazendo a farra.”

O POVO optou por não identificar nenhum dos entrevistados por questões de segurança.

Redação O POVO Online

 

TAGS