PUBLICIDADE
Notícias

Parte do teto da Delegacia da Mulher desaba nesta terça-feira

Os atendimentos foram suspensos e nesta terça serão feitos no 34º Distrito Policial, no Centro de Fortaleza. Na quarta, 7, a Delegacia da Mulher atenderá às demandas na Denarc

16:04 | 06/02/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

Atualizada às 17h49min 

Parte do teto da Delegacia da Defesa da Mulher, localizada na esquina das ruas Manuelito Moreira e Senador Pompeu, desabou nesta terça-feira, 6. O acidente aconteceu por volta de 11h. Ninguém se feriu.

Em entrevista ao O POVO Online, o diretor de comunicação do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol-CE), John Herbert, afirmou que o grupo já denunciou a precariedade da estrutura."Já pedimos interdição. O prédio é muito precário, com instalações antigas. A gente crê que a chuva contribuiu para isso", acredita Herbert. Ele informa que o desabamento ocorreu vizinho a sala da delegada titular, Erika Cecilia Ferreyra Ramirez.

A reportagem esteve na Delegacia e pôde apurar que, para esta terça-feira, os boletins de ocorrência serão feitos no 34º Distrito Policial, que fica na Rua Princesa Isabel, no Centro da Cidade. Já os flagrantes, serão realizados na sede da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e Adolescente (Dceca), no bairro São Gerardo.

Já a partir das 18 horas desta terça-feira, quando se inicia o expediente plantonista da delegacia especializada, o prédio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), no bairro de Fátima, receberá provisoriamente a Delegacia da Mulher. Isso acontecerá até a entrega da Casa da Mulher Brasileira, que abrigará de forma definitiva a DDM.

A titular da Delegacia, Erika Cecilia Ferreyra Ramirez, se negou a falar com a imprensa. A reportagem do O POVO Online tentou acessar a parte de dentro do local para fotografar, mas não foi autorizada.  

Sinpol pedirá interdição

O presidente do Sinpol, Francisco Lucas, afirmou que o sindicato vai pedir a interdição do prédio onde fica a Delegacia junto à Defesa Civil. "Que a Defesa Civil venha analisar se é caso para interditar ou se eles autorizam a utilização, mas nós vamos pedir a interdição", informou Lucas.  Ele entende que o prédio não tem mais condição de ser utilizado.   

TAGS