PUBLICIDADE
Fortaleza
Incêndio

Destinatário com encomenda destruída nos Correios deverá entrar em contato com vendedor

Praticamente 100% do material que deveria ser distribuído no Estado foi destruído. Local ainda não foi liberado para perícia

14:45 | 14/02/2018
(Foto: Aurélio Alves / Especial para O POVO)


Clientes dos Correios serão ressarcidos com destruição da carga que aguardava distribuição no Centro de Triagem de Cartas e Encomendas (CTCE Fortaleza), em incêndio nessa terça-feira, 13. Para isso, remetentes deverão registrar uma manifestação pela Internet.

Por meio de nota, a empresa informou que realizará o levantamento da carga postal atingida pelo incêndio para só depois avaliar "eventuais indenizações". Antes disso, diz o comunicado, "faz-se necessário aguardar os resultados das perícias técnicas que serão realizadas pelas autoridades". O local ainda não foi liberado para perícia. 

"Se o sistema de rastreamento dos Correios (SRO) indicar que a encomenda está encaminhada para o Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas de Fortaleza e o prazo de entrega estiver vencido, orientamos que o remetente registre uma manifestação em nossos canais de atendimento, preferencialmente pela internet", diz a nota. 


"Para os destinatários de encomendas nessa situação, a sugestão é entrar em contato com a loja/vendedor onde a compra foi realizada", conclui a nota.
 
Incêndio 
O incêndio foi reportado ao Corpo de Bombeiros por volta das 15h50min desta terça-feira, 13. Mais de 90% da carga, composta por correspondências e encomendas, foi destruída pelas chamas. Os Bombeiros continuam realizando rescaldo durante todo o dia de hoje. O prédio ainda não está liberado para a realização da perícia que irá determinar as causas do incêndio.  
 
No momento do incêndio, apenas dois vigilantes estavam de plantão. Um deles, que estava na guarita externa, acionou o Corpo de Bombeiros por volta das 15h30min. O Sindicato afirma a quantidade de vigilantes é a mesma diariamente. O fogo só foi considerado controlado a partir das 19 horas.