PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Seis mulheres foram mortas em 72 horas; suspeitos seguem foragidos

Entre as vítimas adolescentes de 15 e 16 anos

19:13 | 02/01/2018

Seis mulheres foram mortas em 72 horas em Fortaleza e na Região Metropolitana (RMF). Os crimes aconteceram entre os dias 30 de dezembro e 1º de janeiro. O último dos casos vitimou Stefhani Brito, de 22 anos, que teve o corpo abandonado às margens da lagoa da Libânia, na noite da segunda-feira, 1º.

Ainda na segunda, por volta das 2h25min da madrugada, foram mortas duas irmãs. Maria Gabriela Lima Costa, de 15 anos, e Maria Erilane Lima Costa, 16. As vítimas foram abordadas no bairro Vila Velha e levadas até um ponto na avenida Major Assis, onde foram mortas com disparos de armas de fogo.

Também no dia 1º, em Maranguape, foi morta Thays Sousa Silva, de 20 anos. A prima de Thays ainda foi baleada, mas sobreviveu. No domingo, 31, Maria de Lourdes da Silva Dias, 52, foi morta no bairro Bonsucesso. Ela foi atacada por homens armados no bar de sua propriedade. No dia 30, foi morta Ana Cristiane Holanda Gomes, de 16 anos, na rua Maria Luiza Silva, bairro Siqueira.

As informações são da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Dentre os casos citados não há registro de suspeitos presos.

 

Denúncias 

 

A Polícia Civil reforçou, por meio de nota,  que os moradores podem contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia SSPDS, para o (85) 3257-8807, da DHPP, ou ainda para o número (85) 99111-7498, que é o Whatsapp da Divisão. O órgão garante o sigilo. 

Jéssika Sisnando

TAGS