PUBLICIDADE
Fortaleza
Durante coletiva

Prefeito Roberto Cláudio classifica mortes em coletivo como "fato gravíssimo"

Uma passageira e um homem que pulou a catraca foram mortos a tiros

12:40 | 12/01/2018

Foto do prefeito Roberto Cláudio
Roberto Cláudio defende resposta integrada de órgãos de várias esferas
 

O prefeito Roberto Cláudio classificou o crime que resultou em duas mortes dentro do coletivo Antônio Bezerra/Messejana, na última quinta-feira, 11, como um "fato gravíssimo" e disse que a situação demanda ações de todos os órgãos. O comentário do gestor foi feito durante entrevista coletiva na sede da  Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (URBFor), sobre pacote de medidas para proteção animal em Fortaleza, na manhã desta sexta-feira, 12.

 

"É um fato gravíssimo, que demanda de todos nós, a Polícia Federal, órgãos estaduais, civis, um conjunto de ações integradas para dar respostas de ações como essas", disse o prefeito. Conforme Roberto Cláudio, nesta sexta-feira, 12, aconteceu a primeira reunião do Conselho Municipal de Proteção Urbana.

"É um conjunto de ações de presença territorial da Guarda Municipal. Começa pelo Jangurussu, depois Goiabeiras, Vila Velha, Canindezinho e Dendê". Estão em instalação torres de obervação, câmeras de segurança e há promessa de ações comunitárias.

JéSSIKA SISNANDO | BRUNA DAMASCENO