PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Polícia ficará na comunidade do Barroso de forma permanente após ameaças de expulsão

Uma base de apoio ficará 24 horas na Rua Unidos Venceremos

Jéssika Sisnando
12:50 | 05/01/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

[FOTO1]Entre os moradores das travessas da Rua Unidos Venceremos, na comunidade do Barroso, que decidiram ficar nas residências após a ordem de expulsão das facções criminosa, uma das grandes preocupações é o policiamento. Desde a quarta-feira, 3, quando a vizinhança amanheceu com pichações nas paredes de todas as esquina, que ordenavam o despejo, a Polícia logo ocupou as ruas. No entanto, o comandante garantiu que o policiamento ficará de forma permanente.

O Batalhão de Choque (BPCHoque), Regimento de Polícia Montada (RPMon), Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) permanecem manhã, tarde e noite na área. Mas a maior preocupação seria o momento da saída do policiamento. Os moradores temiam que após a saída da Polícia, os integrantes de facções fossem até a comunidade para expulsar as famílias por meio da violência.  

[FOTO2] Nesta sexta-feira, 5, O POVO Online voltou até a comunidade após uma ocorrência de disparo de arma de fogo, nas proximidades, no entanto, o tiro não atingiu o veículo. O Major Passos, responsável pela Área, destacou que os grupos criminosos da Babilônia querem se apossar das travessas, pois estão sendo "sufocados" pela Polícia, que está desenvolvendo policiamento na Babilônia há quase um mês. "Eles estão migrando de forma covarde para esse ponto que consideram estratégico. É uma facção covarde que tenta oprimir o povo mais humilde e ocupar suas casas", comentou.

 

No entanto, o policial disse que a tentativa de expulsar os moradores fez com que a Polícia também intensificasse o policiamento naquela área. "O tiro vai sair pela culatra, porque a Polícia Militar, a Polícia Civil e os órgãos de inteligência vão saturar o local de forma permanente daqui pra frente. Não vai ser só o policiamento de viatura, vai ter policiamento enraizado", explica o major Passos.

 

O oficial informa que serão utilizados conteiners e, enquanto eles não são instalados, o ponto de apoio será na escola que fica em frente às travessas.

 

Escola 

 

Na manhã desta quarta-feira, 5, as aulas de recuperação na Escola Municipal Francisco Andrade Teófilo Girão aconteciam normalmente. Enquanto os alunos estavam nas salas, os policiais permaneciam do lado de fora da instituição.  

TAGS