PUBLICIDADE
Fortaleza
obras

Passageiros reclamam do sol e insegurança de parada improvisada na Aguanambi

Em nota, a Etufor afirmou que enviará uma equipe técnica ao local para avaliar a possibilidade de remanejamento da parada de ônibus

22:40 | 12/01/2018

Do jeito que pode, Verônica busca uma sombra enquanto espera ônibus (Foto: Carlos Holanda/Especial para O POVO)

Uma nova etapa das obras na Avenida Aguanambi, iniciada nesta sexta-feira, 12, em trecho localizado em frente à antiga Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), mudou a parada de ônibus, antes localizada na calçada da Praça do Ciclista, para uma parte da pista cercada pela obra. Ali, uma abertura dá espaço para os passageiros acessarem os ônibus que esperam. Conforme a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), foram bloqueados 280 metros da via.

A novidade não foi bem recebida pelos passageiros que esperavam ônibus nesta sexta, na parada improvisada. Em entrevista ao O POVO Online, o zelador de um supermercado próximo à parada, José Mário Carneiro Veras, diz que a nova parada é um descaso com as pessoas. "Além de quente, é inseguro. Um carro desses, se vier com velocidade, pode arrastar nós tudinho aqui. Qual é a segurança que nós temos?", questiona Veras.

Os problemas citados pelo zelador coincidem com a observação feita por uma outra usuária de ônibus, que preferiu se identificar apenas como Verônica. Ela afirma que o sol é "muito difícil, torrencial" e também chama atenção para a insegurança que a parada improvisada oferece.

O sol é o que mais incomoda a estudante de contabilidade Ana Cecília, que sai do estágio às 14h, momento em que "o sol está no pico, não tem para onde correr", afirma a estudante, que menciona ainda a possibilidade de adoecer devido a quentura. Cecilia disse que uma vez falou com um dos trabalhadores da obra sobre a data de conclusão. Ela ouviu que no meio do ano toda a avenida estaria acabada. "Mas do jeito que vai, talvez próximo ano..."

Etufor

Em nota, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) afirmou que enviará uma equipe técnica ao local para avaliar a possibilidade de remanejamento da parada de ônibus.

A Seinf informa que no local está sendo feita a demolição da antiga estrutura para a construção de uma faixa exclusiva do corredor expresso, que terá piso em concreto. Além disso, o órgão diz que a avenida será alargada, passando a ter três faixas, nova pavimentação asfáltica e calçadas.

O comunicado informa também que as obras na Aguanambi estão 75% concluídas e ficarão prontas ainda neste semestre. No local específico, deverão durar por mais 30 dias.

A Prefeitura de Fortaleza diz que os transtornos são temporários e que em breve uma nova avenida estará para uso da população.   

CARLOS HOLANDA