MP ouve integrantes do grupo Carecas do Brasil envolvidos em caso de agressão no BenficaNotícias de Fortaleza
PUBLICIDADE
Notícias


MP ouve integrantes do grupo Carecas do Brasil envolvidos em caso de agressão no Benfica

21:10 | 30/01/2018
NULL
NULL
Um caso de agressão cometido por um suposto grupo skinhead chocou a Capital na noite do último dia 18. O grupo denominado "Carecas do Brasil" foi acusado pelo crime, que causou grande comoção nas redes sociais. Os envolvidos no caso foram identificados e nesta terça-feira, 30, se iniciaram as oitivas com a vítima e os supostos agressores junto ao Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc) do MPCE. A vítima alega que enquanto era agredida ouviu insultos racistas e homofóbicos.

O caso ocorreu na praça da Gentilândia, no bairro Benfica. Um universitário foi atacado por um grupo de seis pessoas. O jovem relatou agressão no Facebook. Ele afirma ainda que teve a orelha ferida com as agressões.
[FOTO1]
"Me cercaram e começaram a me socar. Eu só tive a reação de proteger a minha cabeça e gritar por socorro. Levei um soco que rasgou de leve minha orelha e mais alguns que me fizeram cair", relatou na rede social. Ele afirma que chegou a denunciar a ação a policiais que estavam nas proximidades, que orientaram o jovem a ir a uma delegacia.

Segundo o Ministério Público o jovem fez o Boletim de Ocorrência um dia após a agressão e formalizou uma denúncia junto aos órgãos públicos de segurança e direitos humanos, com o apoio da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares (Renap) e do Fórum Cearense LGBT.

O MPCE manterá as identidades dos agressores e da vítima em segredo. As averiguações ocorrerão durante essa semana.
 
Redação O POVO Online
TAGS