PUBLICIDADE
Notícias

Entenda a história por trás da briga em hamburgueria de Fortaleza

A discussão ocorreu na madrugada dessa segunda-feira, 8. Topazzyo White concedeu entrevista ao O POVO Online

19:05 | 09/01/2018
duas mulheres brigam em vídeo
duas mulheres brigam em vídeo
[FOTO2]
Após viralizar e render memes nas redes sociais, uma das envolvidas no caso da briga na hamburgueria em Fortaleza, a estudante de Direito Topazzyo White Martins, concedeu entrevista ao O POVO Online para explicar os acontecimentos que levaram à discussão, gravada em vídeo, na madrugada de domingo para segunda-feira, 8, no Porpino Burger, localizado na avenida Virgílio Távora. 

De acordo com a estudante, eles voltavam de uma festa que aconteceu no domingo, 7, no Colosso Lake Lounge. Topazzyo conta que, após o evento, juntamente com outras duas amigas, combinou com o amigo Victor Leite de ir jantar no estabelecimento. O grupo acabou se separando, e Topazzyo chegou depois ao lugar. Um colega de Victor pediu para ele dar carona para Yngrid Rosa, que também iria para o Porpino.
[SAIBAMAIS]
Ao chegar lá, eles sentaram, e Victor fez o pedido que seria o pivô da confusão: batata frita e onion rings. Topazzyo chegaria pouco tempo depois e se sentaria na mesma mesa. É o que conta Kelly Lima, uma das meninas que a acompanhavam. "Ela chegou, sentou do lado de Victor e começou a comer da batata dele”, narra. Foi aí que Yngrid, que já estava à mesa, teria se exaltado, chamado as meninas de mal-educadas e pedido que elas se retirassem. A briga teria ocorrido por volta da 1h30min da madrugada de segunda, 8.

Segundo Topazzyo, Yngrid proferiu diversas ofensas contra ela e suas amigas, como, por exemplo, que a bolsa que portava no momento valia mais que a vida de todas. Os ânimos esquentaram. Kelly conta que tentou responder aos insultos, mas a amiga pediu calma. Yngrid então jogou um copo de limonada no rosto de Topazzyo, que passou a se defender. A confusão terminaria com puxões de cabelo e xingamentos. 
[FOTO1] 
Parte da briga foi registrada em vídeo, que rodou a internet ainda na madrugada de segunda, tornando-se um dos assuntos mais comentados no Brasil, segundo o Twitter. Horas depois, áudios detalhando o confronto também seriam compartilhados.  

Topazzyo relata que, depois do barraco, não para de receber ligações. A estudante admite estar horrorizada e querendo sair dessa situação, que tomou grandes proporções. O POVO Online tentou entrar em contato com Yngrid Rosa, mas, até o momento da publicação desta matéria, não obteve resposta. A reportagem também procurou a hamburgueria, que não quis se pronunciar.
 
Confira vídeo:
 
[VIDEO1]
TAGS