Após tumulto, empresa Avianca lamenta transtornos no aeroporto de FortalezaNotícias de Fortaleza
PUBLICIDADE
Notícias


Após tumulto, empresa Avianca lamenta transtornos no aeroporto de Fortaleza

Voos cancelados na tarde de ontem, 29, fizeram passageiros se manifestar contra a Avianca; a Polícia teve de ser chamada ao aeroporto

11:45 | 30/01/2018
Passageiros no guichê da Avianca
Passageiros no guichê da Avianca

[FOTO1] 

A Avianca se pronunciou por meio de nota e lamentou o caso no qual teve de cancelar dois voos na tarde de ontem, 29. A situação piorou quando os funcionários da empresa chamaram a Polícia depois que os clientes começaram a reclamar do tratamento recebido.

 

Como O POVO Online noticiou, alguns clientes só tiveram os voos remarcados para 24 horas depois do previsto. Cinco horas depois do cancelamento dos voos, ainda havia passageiros que não tinham sido atendidos pela companhia e aguardavam a definição do local onde teriam de passar a noite.

Uma fila se formou frente ao guichê da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para registrar queixa contra a empresa. Como noticiado ontem, duas pessoas passaram mal e tiveram de ser levadas ao hospital, entre elas uma criança de 5 anos. Segundo a mãe, o valor do atendimento foi de R$ 970, que foi custeado pela passageira.

 

[SAIBAMAIS] 

Segue a nota da Avianca Brasil:

A Avianca Brasil informa que os voos 6398 (Brasília-Fortaleza) e 6375  (Fortaleza-Brasília), programados para ontem (29/01),  foram cancelados devido a questões técnicas.  Os passageiros com voo originário de Brasília foram reacomodados em outras saídas da companhia e de congêneres. Já os clientes que sairiam de Fortaleza foram hospedados em um hotel e reacomodados no voo da Avianca Brasil 6375, de hoje (30/01), e em outras partidas de aéreas parceiras.  
 
A Avianca Brasil lamenta o desconforto causado aos clientes, mas destaca que eventuais manutenções corretivas são procedimentos necessários nas operações aéreas. Além disso, reitera que preza, acima de tudo, pela segurança de seus clientes e colaboradores.

Redação O POVO Online
TAGS