PUBLICIDADE
Notícias

Operação encontra quatro tartarugas marinhas abatidas no litoral oeste

Segunda fase da fiscalização chega a Acaraú, Itarema e Jijoca de Jericoacoara. Infratores foram multados em cerca de R$ 40 mil

10:39 | 18/12/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Comerciantes ilegais de tartarugas marinhas foram alvos da Operação Orla Verde II, coordenada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Na sexta-feira, 15, quatro pessoas suspeitas de praticar caça e comércio dos animais receberam a fiscalização em duas cidades: Acaraú, a 255 km de Fortaleza, e Itarema, a 237 km.

No último município, quatro tartarugas-verdes, da espécie Chelonia mydas, foram encontradas abatidas na localidade do Morro do Urubu, na região dos Torrões. Elas estavam armazenadas na  Barraca do Cícero. O proprietário do local, multado em R$ 20 mil, não foi encontrado.

Em Barrinha de Baixo, na cidade de Acaraú, os agentes encontraram pedaços do que seria uma tartaruga-de-pente, da espécie Eretmochelys imbricata. As partes do animal estavam com José Ivan de Carvalho, conhecido por “Zé Ivan”. Levado à delegacia de Jijoca de Jericoacoara, ele foi multado em R$ 10 mil.

A Operação também se estendeu pela praia de Jericoacoara, onde 26 kg de lagostas foram apreendidos. O material estava em dois restaurantes e não havia declaração de estoque, além de alguns animais estarem abaixo do tamanho mínimo permitido por lei. Os dois estabelecimentos devem pagar multa de R$ 6 mil cada.

Orla Verde II

Conforme informações repassadas pelo Ibama, os alvos foram identificados previamente por meio do grupo de inteligência do órgão. A operação, que ao todo aplicou cerca de R$ 40 mil em multas, buscou residências, comércios e pessoas previamente identificadas.

Desde dezembro de 2014, todas as espécies de tartarugas marinhas passaram a constar na lista de espécies ameaçadas de extinção. E pessoas flagradas desrespeitando a lei de proteção a esses animais estão sujeitos a penalidades.

Orla Verde I

A primeira fase da Operação Orla Verde ocorreu no último dia 30 de outubro e se estendeu do litoral potiguar à Capital cearense. Os agentes identificaram cerca de 400 hectares com prática de desmatamento ilegal e aplicaram R$ 403 mil em multas, além de apreenderem  veículos usados para o crime.

Redação O POVO

TAGS