PUBLICIDADE
Notícias

Grupo é apreendido suspeito de assaltar casas e escolas no bairro Cajazeiras

Os homens foram encaminhados à sede do 13° DP e os adolescentes para a DCA

21:21 | 15/12/2017

Três homens foram presos e dois adolescentes apreendidos suspeitos de envolvimento em assaltos de escolas e residências, no bairro Cajazeiras, em Fortaleza. Durante as prisões e apreensões, que aconteceram nesta semana, duas espingardas, que seriam utilizadas durante os crimes, foram apreendidas.

A mais recente prisão ocorreu na última quarta-feira, 13, também no bairro Cajazeiras. Os profissionais de segurança chegaram a Francisco Alex Pereira da Silva, 18 anos, – sem antecedentes - que estava em um imóvel, na rua Vanda Maria da Costa Barros. As duas armas longas foram encontradas com ele. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), há indícios que as espingardas foram as mesmas utilizadas durante um roubo cometido contra uma escola, em setembro deste ano.

Outros quatro integrantes desse grupo foram capturados na última terça-feira, 12, após um acionamento feito pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), informando sobre a localização de imóvel, onde estariam escondidos produtos oriundos de roubos. Com as investigações, foi constatado que todo o material era proveniente de um roubo a residências, cometido no dia anterior, na segunda-feira, 11, na mesma região.

Conforme SSPDS, a equipe chegou até o local, onde encontrou cinco aparelhos de TV, bolsas femininas e objetos diversos, como relógios. Foram presos: Jasmileny Ribeiro Duarte, 21 anos, – com antecedente criminal por tráfico de drogas; e Ronaldi Carneiro Morais, 19 anos , – com passagem por porte ilegal de arma de fogo. Dois adolescentes de 17 e 14 anos foram apreendidos sob suspeita de participação na ação criminosa.

O grupo foi encaminhado para a sede do 13° DP e os adolescentes para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). A Polícia Civil do Estado do Ceará mantém as investigações no intuito de prender outros integrantes do bando.

                                                                                         Redação O POVO Online

TAGS