PUBLICIDADE
Notícias

Terminal do Papicu receberá quinta Central de Distribuição de Medicamentos

A expectativa da Prefeitura de Fortaleza é que os terminais de Parangaba e Messejana sejam contemplados com as centrais até o fim deste ano

10:29 | 21/11/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O terminal do Papicu irá receber nesta terça-feira, 21, a quinta Central de Distribuição de Medicamentos. A primeira funciona desde agosto passado no Terminal do Antônio Bezerra. A segunda e a terceira estão implantadas nos terminais do Conjunto Ceará e do Siqueira desde outubro último. A quarta unidade foi implantada neste mês no terminal da Lagoa. A expectativa da Prefeitura de Fortaleza é que os terminais de Parangaba e Messejana sejam contemplados com as centrais até o fim deste ano.

A Central de Distribuição de Medicamentos nos terminais funciona como apoio às farmácias dos postos de saúde e tem como propósito reforçar o abastecimento dos 84 medicamentos prioritários disponível na rede de Atenção Primária de Fortaleza.

Nesta nova etapa serão atendidos nas Centrais de Distribuição de Medicamentos dos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira, Lagoa e Papicu, conforme escolha durante o atendimento na farmácia do posto, usuários de 75 unidades de saúde, localizadas nas Regionais I, II, III, IV e V. Gradativamente, conforme a instalação das demais Centrais, o número de unidades habilitadas aumentará, até que os 109 postos e o anexo de saúde Maria Cirino estejam vinculados e as sete Centrais estejam em funcionamento.

[SAIBAMAIS] 

De acordo com assessoria de comunicação da Prefeitura, o usuário que procurar o remédio no posto de saúde e não encontrar algum dos medicamentos da lista prioritária, que são fornecidos pelo município, será orientado e encaminhado para recebê-lo na Central de Distribuição de Medicamentos, que, conforme a escolha do usuário no ato da reserva, deverá ter o abastecimento garantido. O medicamento ficará reservado para o paciente na Central por um período de dois dias úteis.
                                                                                         Redação O POVO online

TAGS