PUBLICIDADE
Notícias

Incêndio em faculdade foi provocado por produtos químicos em laboratório, diz assessoria

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o laudo oficial sobre as causas do incêndio deve ser divulgado após perícia no laboratório de farmacologia

22:17 | 07/11/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O incêndio que aconteceu na noite desta terça-feira, 7, na Faculdade Maurício de Nassau, na rua Visconde do Rio Branco, bairro Joaquim Távora, aconteceu por um incidente com produtos químicos em um laboratório de farmacologia, informou a assessoria de comunicação da instituição. Ninguém ficou ferido. Equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local e controlou as chamas em 15 minutos, conforme o capitão Felipe Ribeiro. Segundo o comandante, o laudo oficial das causas deve ser divulgado após perícia.

“Nós estávamos assistindo aula quando ouvimos uma gritaria. A gente ficou preso no andar de cima, no Bloco C, porque quando a gente foi tentar descer, já estava a fumaça tomando conta do prédio. Ninguém conseguiu descer. Um rapaz conseguiu arrombar uma porta do auditório e a gente desceu pelo auditório. Ninguém da instituição avisou a gente sobre o que estava acontecendo. Foi uma gritaria e correria muito grande”, disse um estudante do curso de Enfermagem da faculdade, que pediu para não ser identificado.

No pátio da instituição, Jefferson Silva, aluno de Fisioterapia, retratou que durante o tumulto, a ausência de informações e sinalização no prédio fez com que muitas pessoas se apavorassem e corressem. “A faculdade não tem estrutura”, denunciou.

O POVO Online conversou com uma das alunas, estudante do curso de Enfermagem da faculdade e bombeira civil, que diz ter participado do combate inicial às chamas. “Estava acontecendo uma amostra de Enfermagem e, de repente, surgiu um cheiro de fumaça. No local onde eu estava foi a sala que iniciou o incêndio. Eu e meus colegas, que somos bombeiros civis, fizemos o arrombamento da porta, fizemos o primeiro debelamento do fogo, quando fomos usar o hidrante, o equipamento não teve água e não supriu totalmente a necessidade, fazendo com que o fogo se alastrasse e a gente não conseguisse mais agir. Depois, a gente conseguiu fazer a evacuação do prédio”, contou a estudante, que pediu para não ser identificada.

Em nota, a assessoria de imprensa da Faculdade Maurício de Nassau informou que houve apenas danos materiais, descartando qualquer pessoa ferida. Conforme o posicionamento da instituição, as equipes responsáveis pela administração do prédio já estão trabalhando para ‘esclarecer as causas e evitar que o caso ocorre novamente’. As aulas na instituição foram canceladas.

A assessoria não se pronunciou sobre os problemas no prédio relatados pelos alunos.

TAGS