PUBLICIDADE
Fortaleza
DICAS

Decon faz pesquisa de preço e orienta consumidores na Black Friday

A verificação ocorreu em seis diferentes lojas online. O Decon informou que a pesquisa de preço terá continuidade durante todo este mês de novembro para verificar se realmente houve redução de preço

08:07 | 08/11/2017

A Black Friday deve acontecer em 24 de novembro (Banco de dados / O POVO)
 

Uma pesquisa de preço foi realizada pelo Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), órgão do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), para esclarecer as dúvidas dos consumidores nos valores oferecidos pelos produtos no período da Black Friday, prevista para acontecer em 24 próximo. Os levantamentos foram realizados entre os dias 26 e 29 de outubro último.

A verificação aconteceu em seis diferentes lojas online. O Decon informou que a pesquisa de preço terá continuidade durante todo este mês para verificar se realmente houve redução de preço, mas reforça que os consumidores devem ficar atentos e já ficar de olho nos preços dos produtos que desejam comprar durante a Black Friday, e em diferentes portais, para constatar se realmente foi concedido desconto. O órgão preparou dicas para orientar os consumidores na hora da compra.

Confira aqui:

- Verifique se o site da loja é confiável, pesquisando outras referências e opiniões. Salve os e-mails trocados com o fornecedor, que são comprovantes para o caso de trocas ou do não recebimento do produto;

- Se o pagamento for feito por meio de boleto bancário, ele deve ser efetuado com maior cautela, pois este é um dos meios mais utilizados para a realização de fraudes, com a possibilidade de alteração dos dados de pagamento (o que faz com que o valor caia na conta de fraudadores). Preferencialmente, o boleto deve ser um arquivo PDF, que é bem mais seguro do que um impresso direto na página;

- No caso de produtos importados adquiridos no Brasil, eles seguem as mesmas regras dos nacionais desde que sejam de estabelecimentos legalizados;

- Ficar atento aos preços apresentados antes do evento para constatar se realmente foi concedido desconto;

- Verificar o prazo de entrega da mercadoria em domicílio, que deve estar registrado na nota fiscal ou recibo;

- Atentar para as políticas de troca e devolução, que podem ser alteradas pelas lojas;

- Ficar atento a letras de rodapé e eventuais condições diferentes de entrega que a loja possa aplicar nesse período;

- Examinar a mercadoria e só assinar o documento de comprovação de recebimento após confirmação do estado do produto (qualquer irregularidade deve ser justificada e a empresa responsável deve resolver o problema).

Denúncias de irregularidades

Caso o consumidor verifique alguma irregularidade, o Decon pode ser acionado pelo telefone gratuito: 0800.275.8001.

Redação O POVO Online