PUBLICIDADE
Notícias

Onze lugares incríveis para fotografar em Fortaleza

O POVO traz uma lista de onze locais para aproveitar a intensa luz da cidade e produzir belas imagens

19:15 | 31/10/2017
NULL
NULL

Fortaleza, conhecida como a capital da Terra da Luz, poderia ter ganhado esse título não só pela pioneira abolição dos escravos, em 25 de março de 1884, mas também pela oportunidade de fazer boas fotografias neste território. O POVO conversou com onze fotógrafos e listou lugares para aproveitar a luz e suas nuances. Cada um deu dicas para aqueles que querem registrar a cidade e contar as histórias que se espalham do Cocó ao mar, passando pelo miolo do Centro e outros locais que guardam belezas e emoções, tanto na paisagem, como nas pessoas.

Parque do Cocó
Demitri Túlio

“O Parque do Cocó é uma cidade dentro da cidade, uma ‘metacidade’. Lá você pode usar de celular a equipamentos mais profissionais”. A Fortaleza sai do asfalto e entra no meio de uma floresta surpreendente”.

Dicas: usar roupas confortáveis e tênis, proteger-se do sol, com protetor solar e chapéu. Respeito. “Você não quer que respeitem sua casa? No parque, é preciso manter uma distância respeitosa dos bichos que habitam a cidade”.

Serviço:

O Parque do Cocó é um parque estadual, regulamentado em 2017, depois de mais de quarenta anos de luta do movimento ambientalista de Fortaleza. São 1.571 hectares entre a BR-116, no Anel Viário do Ancuri, até a praia do Caça e Pesca, onde o rio se liga ao oceano Atlântico. Uma possibilidade é começar pela Avenida Padre Antonio Tomas, s/n - Cocó

[FOTO1] 

A orla vista de dentro do mar
FCO Fontenele

“Fotografar o nascer do dia ou o pôr do sol de dentro do mar, no aterro da Praia de Iracema, entre a estátua e o espigão da Rui Barbosa. É uma experiência incrível, com total integração com a natureza”. Olhando para os prédios, você tem o nascer do lado esquerdo e o sol poente do lado direito” .

Dicas: Usar uma GoPro ou uma câmera com caixa estanque para proteger o equipamento. Entrar na água com um flutuador para ter mais estabilidade.

Serviço: Aterro da Praia de Iracema - Avenida Historiador Raimundo Girão, S/N.

[FOTO2] 

Mercado São Sebastião
Silas de Paula

“É um local com uma vida enorme e uma luz maravilhosa, que todo fotógrafo quer. O mercado tem uma luz que parece que tem um raze que suaviza tudo. Com as cores e as pessoas circulando, é um lugar muito interessante. Toda vida eu me surpreendo. Normalmente as pessoas são simpáticas, receptivas, é um local ótimo e seguro. Você fotografa despreocupado”.

Dica: Fique atento à luz que entra pelas portas. É uma luz muito boa, que molda as pessoas, na entrada, nos lados. Qualquer horário lá é bom. Quanto mais gente, melhor. Final de semana é um momento ótimo.

Serviço: Rua General Clarindo de Queiroz, 1745

Aberto de segunda a domingo - 5h30 às 16h30.

[FOTO3] 

Barra do Ceará
Fernando Jorge

“Além do fato de ser o lugar onde Fortaleza começou, considero que é um lugar de muita vida e atividade, mesmo afastada do Centro da cidade”.

Dica: Fotografar durante o passeio de barco do Rio Ceará, organizado pelo Alberto de Sousa, do restaurante Albertus.

Serviço
Restaurante Albertu’s - Avenida Radialista José Lima Verde, 746 - Barra do Ceará.

[FOTO4] 

Centro de Fortaleza
Marília Oliveira

“Da luz dura do meio dia à luz harmoniosa do final da tarde, o Centro é o lugar que me mostra, em Fortaleza, a mistura mais bonita que a dinâmica social da cidade tem. As pessoas em situação de rua dividem as praças com as moças com sacolas de lojas de departamentos, as sombras das árvores dão abrigo a quem quer um caldo de cana para amenizar o calor, as barracas de tapioca fumegam café novo e queijo quente. Poderíamos passar dias inteiros fotografando o Centro e nenhuma imagem daria conta de quão imenso ele é. Isso é instigante para qualquer fotógrafo: por mais que fotografemos o centro, ele nunca se mostra por inteiro para nenhum de nós”.

Dica: “Converse com as pessoas. Gaste um tempo com o seu Pirrita, engraxate da praça do Ferreira, e ouça sobre as várias reformas da praça e sobre todas as mudanças que o centro sofreu nos últimos 30 anos. Beba água, caldo de cana e coma pastel. Sente na praça dos Leões pra ver o movimento e sentir o vento bater, pra perceber o movimento dos vendedores de livros e de chapéus. Tome algo gelado no Lyons. E volte. Várias vezes”.

Serviço: Ponto de partida - Praça do Ferreira, S/N - Centro.

[FOTO5] 

Passeio Público - Praça dos Mártires
Celso Oliveira

“O Passeio Público é um lugar antigo, histórico, frequentado por pessoas da cidade inteira, gente de todas as classes e bairros. Fica no meio do Centro. Além de me sentir atraído pela beleza do lugar, me sinto seguro de fotografar lá”.
Dica: Fotografar ao meio-dia e no final da tarde. A luz fica ainda mais especial.

Serviço
Rua Dr. João Moreira, S/N - Centro.

[FOTO6] 

Ponte Metálica ou Ponte Velha
Gentil Barreira

“Um lugar que gosto e sempre vou fotografar é a Ponte Velha, no Poço da Draga. Gosto de ter o horizonte nas minhas imagens e lá você tem vários horizontes diferentes e vistas maravilhosas da cidade. Dá para ver a Praia de Iracema, o Centro e a própria ponte é um cenário maravilhoso. Uma coisa interessante de fotografar nesse lugar é observar as pessoas que estão por lá: os meninos pulando no mar, os pescadores, os jovens se divertindo e tudo isso com uma luz incrível”.

Dica: Ir de bicicleta e aproveitar o percurso. Um horário bom é ir no final da tarde ou no começo da manhã. Além de ser o horário de uma luz interessante, é também quando tem mais gente por lá.

[FOTO7] 

Beira Mar de todos os dias
Sheila Oliveira

“Estou muito ligada a esse lugar. Há 10 anos, faço o ensaio fotográfico ‘Beira Mar de todos os dias’, que é uma síntese de amor e ódio pela cidade. A Beira Mar é um forte resumo da cidade, da frase “Fortaleza Terra da Luz”. Além de ser um cartão-postal, também traz uma síntese de questões da importantes, inclusive as contradições e desigualdades. De noite, comecei a perceber também que existem muitas “tribos”: grupos de parkour, patins, corredores, diversidade de gênero, grupos de oração, nadadores. É uma síntese do quanto Fortaleza pulsa todos os dias”.

Dica: Fotografar de junho a setembro, quando a luz é mais filtrada. Chegar cedo e aproveitar a variação da luz, tanto de manhã como de tarde.

[FOTO8] 

Praça do Ferreira
Beto Skeff

“Gosto de observar as pessoas passando, o clima de cidade do interior, aqueles que ficam sentados nos bancos da praça. O tempo passa em outra velocidade para aqueles que decidem parar na Praça do Ferreira. Quem vai fotografar entra um pouco nesse clima também”.

Dica: Primeiro, ir até a Praça e sentar, sem fotografar. Depois você leva a câmera.

Serviço
Praça do Ferreira, S/N - Centro.

[FOTO9] 

Theatro José de Alencar
Rafaela Eleutério

“Tem vários locais muito lindos para fotografar, desde a entrada, passando pelo Foyer, pela parte principal e o jardim, que também incrível com aquele paredão de folhas verdes. O Foyer é especial, é o local que mais me encanta, mais me apaixona. Não é permitido usar flash, nem nada de iluminação artificial, só a luz natural… ele tem uma magia muito singular. Tem ainda escadarias verdes, os vitrais do último andar do Theatro. As possibilidades são infinitas”.

Dica: fotografar de dia e curtir a luz natural, principalmente no entardecer. Pra conseguir fotografar lá é importante entrar em contato com a administração do Theatro para pedir autorização.

[FOTO10] 

As pessoas são lugares de amor
Fernanda Oliveira

Fotografe os lugares que estão as pessoas que ama. Aquelas em que confia, em que você pode ser inteiro e pode ser você mesmo. Fotografe essas pessoas como se fosse o último dia da vida delas, não importa o lugar. Nem a luz, nem a técnica: põe o coração na frente da câmera e busca os sorrisos, os gestos, os momentos. A vida passa e nós vivemos sempre tão atarefados e com pouco tempo para o que realmente importa, dando importância às coisas efêmeras . É o simples. São os momentos, os amores, os amigos, a família, os bichos de estimação que levaremos na memória.

Dica: Fotografe momentos de amor, sem pensar tanto na técnica. Fotografe com câmera analógica, digital, com celular. Fotografe com amor.

[FOTO11] 

TAGS