PUBLICIDADE
Notícias

Educadora Luiza de Teodoro morre em casa aos 86 anos

12:29 | 03/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Morreu na manhã deste domingo, 3, em casa, a educadora Luiza de Teodoro Vieira, aos 86 anos. Incentivadora da arte e da cultura local, Luiza era uma importante personalidade do estado. Em 2016, ela recebeu a maior honraria do Ceará, a medalha da Abolição.

Formada em história, ela era membro do Conselho de Avaliação do Programa Alfabetização Solidária e autora de livros que foram usados para alfabetizar estudantes.

“Luiza era uma mulher corajosa, de muita fé na vida e com uma visão política impressionante. Para a minha geração, que se formou na época do regime militar, ela foi responsável por formar a visão ideológica de uma geração. Conhecia  Luiza quando tinha 16 anos, foram mais de 50 anos de amizade. Chamávamos ela de Luiza ‘te adoro’.” diz a atriz e admiradora Isaíra Silvino, de 72 anos.

Em nota divulgada pela Secult, o secretário da Cultura do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, homenageou e fez um agradecimento à professora: "'Minha mestra Luiza de Teodoro' que nos ensinou tanto, por ser essa sementeira de plantar boas novas, de fazer florescer saber e alegria, espírito inventivo e pensamento crítico, garra e ternura, de encantar tantas gerações e por nos ensinar que 'o caminho do conhecimento é o amor'. Salve a Mestra Luiza!". 

O velório da professora está marcado para começar às 21h30min deste domingo, 3, na igreja Comunidade do Amor, na Rua Capitão Francisco Pedro, 732, no bairro Rodolfo Teófilo. Nesta segunda-feira, 4, ocorrerá um culto às 8 horas e, em seguida, o sepultamento no cemitério Parque da Paz.

 

O Theatro José de Alencar e o Sistema Estadual de Teatros publicaram nota em homenagem à educadora. 

 

"O Theatro José de Alencar e o Sistema Estadual de Teatros se solidarizam com os parentes, amigos e alunos da professora Luiza de Teodoro. A educadora teve sua trajetória marcada por uma incansável luta pela promoção da educação e do conhecimento em nosso estado. A ela o reconhecimento e a gratidão por oportunizar a muitos um bem tão precioso. "

 

A Secult também se pronunciou e divulgou nota de pesar pelo falecimento da escritora e professora Luiza de Teodoro Vieira.

"Cultura e educação em luto. Com tristeza e pesar, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) comunica o falecimento, nesse domingo (03/09), da nossa querida educadora, escritora e professora Luiza de Teodoro Vieira. Em nota oficial, homenageamos Luiza e agradecemos por sua entrega e dedicação, ela que tanto nos ensinou que "educar é fazer cada um descobrir o que há de melhor em si", que encantou gerações, fez formar corações apaixonados pela vida, pela arte, pelo saber. O velório acontece no domingo (03/09), a partir de 21h30m, na Igreja Comunidade do Amor (Rua Capitão Francisco Pedro 732, Rodolfo Teófilo), aberto por toda a noite e, na segunda-feira (04/09), acontecerá um culto às 8h na própria igreja, seguido de sepultamento no Parque da Paz. Luiza tinha 86 anos, e esteve hospitalizada devido à problemas respiratórios. A educadora recebeu, em 2016, a Medalha da Abolição, a principal comenda do Estado. Nosso afeto, admiração, agradecer, solidariedade aos familiares e amigos.

Luiza de Teodoro foi uma educadora que formou gerações distintas, sobretudo com a relevância da formação artística e cultural. Luiza era acima de tudo inspiração, seja como professora, educadora ou escritora. Formou inúmeras gerações de professores, que saíram de suas aulas com um olhar diferenciado sobre a "humanidade". Fez parte de diversos corais na cidade emprestando a sua voz como contralto para abrilhantar um pouco mais o dia a dia e levava a experiência da música, da poesia, para os livros, pra sala de aula e para a vida.

Fabiano dos Santos Piúba, Secretário da Cultura do Ceará, homenageia Luiza, sua professora amada, um agradecer a "minha maestra Luiza de Teodoro" que nos ensinou tanto, por ser essa sementeira de plantar boas novas, de fazer florescer saber e alegria, espírito inventivo e pensamento crítico, garra e ternura, de encantar tantas gerações e por nos ensinar que 'o caminho do conhecimento é o amor'." Salve a Mestra Luiza!

Fortaleza, 3 de setembro de 2017"

Redação O POVO Online

TAGS