PUBLICIDADE
Notícias

Ceará tem 80 doadores com fenótipo sanguíneo considerado raro

O estado ganhou repercussão nacional após ser o primeiro estado brasileiro a doar sangue raro para outro país

20:59 | 19/07/2017

O estado tem atualmente 80 doadores cadastrados no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará, Hemoce, com tipos sanguíneos considerados raros no mundo.

 

O trabalho de triagem para identificar esses tipos começou há cerca de quatro anos e foi através disso que na última quarta-feira, 12, um bebê colombiano, de 1 ano e dois meses de idade, recebeu a doação de um cearense.

 

Segundo a diretora do órgão, Luciana Carlos, esse não é o primeiro caso de transfusão de sangue raro no eCeará, é constante a necessidade desses fenótipos. A triagem para a descoberta desses doadores começa normalmente, sempre que um novo voluntário doa o sangue. As amostras passam pelo laboratório onde são analisadas as tipagens e os fenótipos raros são separados.

 

Hoje existem nove fenótipos sanguíneos considerados raros no mundo e a triagem para identificá-los conta com uma aparelhagem de alta tecnologia. No último dia 12, o Ceará ganhou repercussão nacional após ser o primeiro estado brasileiro a doar sangue raro para outro país. Foram enviados, aproximadamente 350 ml de sangue do tipo Bombaim, de Fortaleza para Medellín, na Colômbia.

“Esse tipo de situação só é possível porque pessoas decidem doar de forma voluntária, ou seja, nós incentivamos esse voluntariado porque através dos doadores comuns é que identificamos os que são raros”, afirma Luciana Carlos.

 

O cadastro nacional do Ministério da Saúde funciona como uma rede invisível que reúne informações de todos os centros de hematologia do País. De acordo com a solicitação de qualquer local do Brasil, o doador é contatado e o sangue é enviado. Esses doadores são orientados a não realizar doação de sangue regularmente, para ficarem prontos para qualquer emergência.

 

O Hemoce está sempre precisando de doações, principalmente em períodos como este de férias escolares, quando é comum o número de doações diminuir. A diretora do órgão conta que apesar do número de doações ser menor, eles estão com um bom estoque de sangue.

 

Para quem quiser ser doador, além da sede do Hemoce, há um posto de doação no Shopping RioMar Fortaleza, que funciona de segunda a sábado, das 14 às 21 horas, e aos domingos, das 14 às 20 horas, no piso E2.

 


TAGS