PUBLICIDADE
Notícias

600 famílias no Curió recebem escrituras da casa

14:17 | 29/07/2017
NULL
NULL

[FOTO1]Cerca de 600 famílias do Curió receberam, na manhã deste sábado, 29, garantia sobre a posse legal das residências onde vivem. São moradores de conjuntos habitacionais que se estabeleceram na região entre 1992 e 1998. A intenção do governador Camilo Santana é entregar mais 25 mil títulos de propriedade de imóveis em todo o Estado. Na Capital, a Prefeitura prevê a concessão do papel da casa de 15 mil pessoas.

Com o documento, os proprietários podem usar o imóvel como garantia para ter acesso a financiamentos. Eles também podem incluir as residências na herança. “Hoje, estamos garantindo um direito nobre e sagrado a essas famílias e às gerações futuras que vão receber, definitivamente, o direito à escritura”, ressaltou o prefeito Roberto Cláudio.

A auxiliar de serviços gerais Luzia Alves, 48 anos, ficou ansiosa quando recebeu a carta do Governo do Estado informando sobre a regularização dos documentos. “Eu estava nos primeiros mutirões. Eu e meus vizinhos, que também vão receber. Quero pegar logo o documento, vai resolver muitos problemas de burocracia que tenho hoje”, afirmou.

Os conjuntos habitacionais do Curió estão entre os mais antigos da Capital. A regularização da situação dos moradores é uma parceria entre Estado, Município e Tribunal de Justiça do Ceará. “Estamos entregando 600 papéis, mas pretendemos entregar todos os 1,5 mil até o fim do ano”, comentou o governador.

De acordo com ele, a ideia é que todos os imóveis construídos em regime de mutirão, por meio da Companhia da Habitação do Ceará (Cohab), recebam o documento que assegura a escritura. “Nossa meta é que em torno de 25 mil imóveis sejam regularizados, além de 15 mil que temos parceria com a Prefeitura e alguns que o Estado está fazendo independente”, disse Camilo.

 

Redação O POVO Online

TAGS