PUBLICIDADE
Notícias

Prefeitura remove pedras, mas não as retira da José Avelino

O pavimento é tombado pelo Patrimônio Municipal. Seinf removeu o paralelepípedo da rua, mas afirma que não conseguiu retirar do local. Conflitos ocorrem desde a madrugada de domingo, 14

15:38 | 16/05/2017
NULL
NULL
[FOTO1] 
Tombado como patrimônio histórico em dezembro de 2012, por meio do decreto municipal 23.035, o pavimento da rua José Avelino, no Centro, foi removido. As pedras toscas, vindas da antiga pedreira do Mucuripe, por onde passaram os bondes da jovem Capital, servem de munição aos feirantes que não aceitam a saída do local.
 
A pavimentação original foi removida por funcionários da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), mas deixada no local. O órgão informou, por meio de nota, que iniciou, na última segunda, 15, as obras de requalificação da rua José Avelino e da avenida Alberto Nepomuceno, o que impôs a necessidade de remoção de parte das pedras que compõem a pavimentação da via. No entanto, as equipes designadas foram impedidas de dar continuidade aos serviços por grupo de manifestantes no local.
 
Ainda de acordo com a nota, os serviços começaram no trecho mais crítico da via, cujo pavimento estava totalmente comprometido e danificado. O projeto de revitalização da área consiste na retirada e reinstalação das pedras, que são elementos do patrimônio tombado da Cidade. A Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor) disse, por meio de assessoria de imprensa, que seria a Seinf a responsável pelo obra.
 
A Seinf afirma que as pedras retiradas devem ser instaladas novamente na via, após concluídos os serviços de reparo nas calçadas e restauro do antigo trilho existente no local.
 

 Redação O POVO Online

TAGS