PUBLICIDADE
Notícias

Perito Geral da Perícia Forense toma posse em solenidade nesta quarta, 3

A solenidade acontece na sede da Pefoce

15:01 | 03/05/2017
A posse do novo perito geral da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), Ricardo Antônio Macêdo Lima, acontece nesta quarta, 3, em solenidade na sede da Pefoce, em Fortaleza. Ricardo Macêdo é advogado e perito criminal de classe especial do órgão e exercia anteriormente função de Perito Geral Adjunto.
 
Ricardo foi indicado para assumir a função pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, no mês passado, e, em seguida, nomeado pelo governador Camilo Santana. A solenidade de posse do novo Perito Geral acontece às 16 horas, no auditório do órgão, no bairro Moura Brasil.
 
Graduado em Direito pela Universidade de Fortaleza (Unifor), Ricardo Macêdo ingressou na Polícia Civil do Ceará em 1981, no cargo de auxiliar de perícia. À época, formou-se na então Academia de Polícia Civil do Estado do Ceará (APOC). Foi diretor do antigo Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Ceará, durante a gestão Tasso Jereissati. Exerceu o cargo de Perito Geral Adjunto até ser conduzido ao cargo de Perito Geral, em março deste ano.
 
Sobre a Pefoce
 
A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi criada em 7 de janeiro de 2008 através da Lei nº 14.055 e instituída através do Decreto nº 29.304, de 30 de maio de 2008. Em sua criação como órgão Técnico-Científico, vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), obteve independência administrativa, financeira e patrimonial e incorporou as atividades dos extintos Instituto de Identificação (II), Instituto de Criminalística (IC) e Instituto de Medicina Legal (IML), além da criação do Laboratório de Perícia Forense.
 
Hoje, a Pefoce possui um corpo funcional formado de aproximadamente 400 servidores entre peritos, peritos auxiliares, auxiliares de perícia e corpo administrativo, que estão lotados em oito sedes, sendo duas na Capital e seis em núcleos no interior do Estado (Sobral, Juazeiro do Norte, Quixeramobim, Canindé, Iguatu e Tauá).
 
Redação O POVO Online 
TAGS