PUBLICIDADE
Notícias

Motoristas e cobradores paralisam as atividades no Terminal do Siqueira

Ato foi realizado pela morte do cobrador queimado em ataques a ônibus. A paralisação durou uma hora e teve o objetivo de cobrar mais segurança nos coletivos

11:00 | 09/05/2017

A circulação de ônibus no Terminal do Siqueira foi interrompida por uma hora, na manhã desta terça-feira, 9, devido ao protesto pela morte do cobrador José Nunes de Sousa Neto, 56, queimado em ataque a ônibus no dia 20 de abril passado. O ato foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará (Sintro), entre as 9 e 10 horas, para cobrar segurança nos coletivos para motoristas e cobradores.

O presidente do Sintro, Domingo Neto, afirma que a paralisação desta manhã teve o objetivo de chamar atenção da sociedade para a morte do profissional e denunciar a falta de segurança.

"Na realidade, a segurança reforçada só foi para proteger o patrimônio das empresas, tanto que mais nenhum terminal tem aparato policial. Fica provada que a preocupação não é com a vida dos trabalhadores", critica o representante da categoria.

A direção do Sintro não descarta novas paralisações ao longo da semana. "Caso haja necessidade de fazer isso em todos os terminais, nós faremos. Queremos denunciar esse descaso", completa.

José Nunes era cadeirante e não conseguiu sair do veículo incendiado. Ele teve queimadura de 3º grau e ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Instituto Doutor José Frota (IJF). Morreu na manhã dessa segunda-feira, 8, por volta das 7 horas.

Em nota, o Sindicato das Empresas de transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) lamentou a morte do profissional.

Segundo Domingo, o sindicato está em contato com a família de José Nunes para prestar apoio jurídico. "Nesse momento, eles ainda estão muito abalados. Mas esperamos para ver quais medidas a família vai querer tomar", frisa.

O POVO Online procurou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e aguarda resposta sobre o policiamento. 

 


TAGS