PUBLICIDADE
Fortaleza
NESTA QUARTA

Passageiros reclamam do alto preço do Uber após paralisação dos ônibus em Fortaleza

A empresa alega que o preço dinâmico funciona de forma automática, com o intuito de "ajudar a equilibrar a oferta e a demanda, pois incentiva os motoristas a estarem disponíveis"

18:40 | 19/04/2017

Usuária do Uber viu o valor subir de R para R na tarde desta quarta
Com a paralisação dos coletivos em Fortaleza, após ataques a 12 ônibus, a população recorreu ao transporte particular como Uber e táxi, no entanto, alguns passageiros tiveram dificuldade ao solicitar o serviço do Uber, devido ao aumento no valor da corrida. É o caso da usuária do aplicativo Natasha Lima, que viu o valor subir de R$ 24 para R$ 75 na tarde desta quarta-feira, 19.


Ela conta que o percurso da sua casa até o trabalho custa, geralmente, um pouco mais de R$ 20. Na manhã desta quarta, ao solicitar o serviço, o valor apontado pelo aplicativo era R$ 23,98; já por volta das 13h, foi para R$ 59,06. A diferença nos valores intensificou por volta dàs 17h, chegando a R$ 74,93, na modalidade mais barata.

Em nota, a Uber alegou que o preço dinâmico funciona de forma automática, com o intuito de "ajudar a equilibrar a oferta e a demanda, pois incentiva os motoristas a estarem disponíveis". Segundo a empresa, "sem o preço dinâmico, haverá momentos em que o usuário simplesmente não conseguirá ter um carro".

O presidente do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditáxi), Vicente de Paula Oliveira, disse que viu a demanda aumentar em quase 100% nesta quarta. Ele informa que 85% dos 4.866 carros estão circulando na Capital para atender a população.

A frota conta ainda com reforço de 110 carros, cedidos por cooperativa. Vicente informa que o valor do serviço não sofreu alteração e recomenda aos passageiros a corrida compartilhada.


“Estamos orientando aos companheiros que façam corrida compartilhadas. Os passageiros podem se juntar de acordo com a capacidade do veículo, de três pessoas e dividir o valor”, explica. O serviço está funcionando normalmente, de acordo com o presidente. 

BRUNA DAMASCENO