PUBLICIDADE
Notícias

Investigação aponta buscas suspeitas de advogado no Google

Victor Henrique foi indiciado por homicídio e furto qualificado, além de ocultação de cadáver

20:29 | 26/04/2017

Durante a coletiva nesta quarta-feira, 26, para divulgar detalhes do inquérito da morte do guarda municipal José Gonçalves Fonseca, de 51 anos, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que o advogado Victor Henrique da Silva Ferreira Gomes, de 23 anos, que está preso desde o dia 23 de março, fez buscas suspeitas na internet.


Conforme o delegado George Monteiro, no escritório de Victor foi encontrado um notebook com buscas de informações por medicamento do tipo 'boa noite cinderela' e de 'laudo do IML por morte de asfixia' Para a DHPP, as buscas mostram que o advogado estudava o crime para não ser descoberto.

[SAIBAMAIS]

"Nós estudamos que houve envenenamento, não somente pela medicação, mas possibilidade dele ter complementado com o uso da toalha e está aguardando o laudo pericial se há material genético que comprove a compatibilidade com o DNA da vítima", ressaltou. O laudo da morte do guarda municipal aponta que ele foi vítima de envenenamento e de asfixia.

 

Pagamentos

 Conforme a DHPP, o advogado afirmou que pagou a vítima em duas vezes "em quantias vultosas" com saque de R$ 60 e 80 mil, mas as provas levam a Polícia a concluir que essa quantia foi retirada para compra do veículo e quitação de balões do imóvel que ele adquiriu.

TAGS