PUBLICIDADE
Notícias

Polícia prende acusados da morte de comerciante português durante operação

Prisões estão entre as efetuadas de quinta-feira, 9, a domingo, 12, em operação das Polícias Civil e Militar, mediante cumprimento de sete mandados de prisão e um de busca e apreensão

13:48 | 13/03/2017

Uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar resultou no cumprimento de sete mandados de prisão e um de busca e apreensão. Entre estes, os dois acusados do latrocínio do comerciante português Nuno Antônio Portugal Torres, 39, no Montese, em 17 de outubro de 2016. As informações foram divulgadas na manhã desta segunda-feira, 13, em coletiva de imprensa com a participação do delegado Leonardo Barreto, diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), do delegado Fábio Torres, também da DHPP, e o coronel Aginaldo Oliveira, coordenador do Policiamento Especializado.

 

A ação policial ocorreu entre quinta-feira, 9, e domingo, 12, segundo o delegado Leonardo Barreto. Todas as prisões estão relacionadas com crimes de homicídio, alguns com conexão com tráfico de droga.

 

Os acusados de envolvimento no caso do português foram presos em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), e no bairro de Fátima, na Capital cearense. Jackson Henrique Lopes de Sousa é tido como o autor dos disparos que mataram o comerciante, enquanto Diego de Deus Cassimiro, vulgo "Neguim", é considerado coautor do crime. Em fevereiro, Wégila da Silva Félix, 27, já havia sido presa suspeita de participação.

 

Os policiais também cumpriram um mandado de busca e apreensão no Conjunto Jardim Fluminense, no Canindezinho. Foi preso Antônio Eduardo dos Santos Sousa por posse irregular de arma de fogo de uso restrito e receptação. A arma apreendida com Eduardo vai passar por exame de microcomparação balística, tendo em vista que o revólver está vinculado a um procedimento não concluído sobre um homicídio na Área Integrada de Segurança 5, em Fortaleza.

 

Foram expedidos ainda mandados de prisão contra Antônio Wesley Monteiro de Souza e Maicon da Silva Nascimento. Os dois são acusados de um homicídio registrado em 2013, quando um homem foi executado dentro de um restaurante localizado na avenida Eduardo Girão, bairro de Fátima, com 20 disparos. O crime tem relação com a disputa pelo tráfico de droga. Eles já estavam presos por porte ilegal de arma de fogo e homicídio.

 

No Pirambu, a Polícia cumpriu mandado de prisão contra Jéssica Araújo de Sousa. Em Coreaú, interior do Ceará, foi preso Jean Carlos Lopes Galvão. Os dois são acusados de participação em um homicídio no Pirambu, em 2011, que possui relação com o tráfico de drogas. Outro mandado foi expedido contra Kátia Costa da Silva, sob a acusação do mesmo crime, mas ela já estava presa por associação ao tráfico.

 

TAGS