PUBLICIDADE
Notícias

Contêiner de atendimento a usuários de drogas está fechado; secretario garante que pasta não será extinta

Famílias que dependem do serviço lamentam a interrupção do atendimento, realizado em contêiner na área do Oitão Preto. Extinção da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas está descartada, de acordo com o titular da pasta

12:11 | 16/02/2017

Após debate sobre extinção da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD), o funcionamento do Contêiner do projeto Corre Pra Vida foi suspenso em Fortaleza. As atividades de acolhimento aos usuários de drogas, no Oitão Preto, devem ser retomadas apenas em março, de acordo com o titular da pasta, Marcelo Uchoa.

O debate sobre a extinção da SPD foi iniciado no fim de 2016, e era uma das ações de ajuste fiscal para reduzir em até 10% as despesas do governo. Nesta semana, foi sinalizado recuo de Camilo Santana quanto ao fim da pasta, mas a proposta de emenda contra extinção da secretaria ainda não foi apresentada.

Apesar disso, o secretario de Políticas sobre Drogas garante a continuidade, alegando que as atividades do contêiner estão apenas temporariamente suspensas. "Sofrendo os efeitos de uma crise econômica muito grave, surgiu essa proposta para que o governo pudesse continuar honrando seus serviços principais. A secretaria se amoldou, e o governador percebeu que não valia a pena extinguir uma pasta que representa pouco do ponto de visto orçamentário", explicou Uchoa, em entrevista ao O POVO Online.

A suspensão dos serviços oferecidos no contêiner, como banhos, encaminhamentos médicos e orientações sobre a prevenção contra as drogas, foi sentida por Paulo Sousa, 60. O filho dele, de 23 anos, é usuário de drogas desde os 18 e era uma das pessoas em situação de rua que precisava do atendimento, ofertado durante toda a semana.

Por enquanto, dependentes químicos e familiares precisam procurar atendimento no Centro de Referência sobre Drogas (CRD), de segunda a sexta, das 8h às 17 horas. Além disso, há seis Centros de Atenção Psicossocial (Caps) AD - Álcool e Drogas espalhados pela cidade.

Justificativa
De acordo com o titular da SPD, Marcelo Uchoa, não foi possível manter o atendimento do contêiner neste mês porque a pasta aguarda a liberação de recursos. "O projeto é tocado através de serviços prestados por uma entidade que ganhou licitação e cujo contrato terminou no fim do ano passado. Já houve reunião, e os valores para a manutenção deste ano foram aprovados. No entanto, tem a fase burocrática para receber os recursos", explica ele.

Uchoa diz que o atendimento poderá ser retomado em março. "Se depender do meu desejo, essa experiência seria ampliada para outras regiões. Mas isso depende das possibilidades econômicas do Estado", frisa.

O investimento para o contêiner varia de R$ 800 mil a R$ 1 milhão, ainda conforme o secretário. Em 2016, foram contabilizados 46 mil atendimentos, entre acolhimentos no próprio contêiner, distribuição de insumos, encaminhamentos e acompanhamentos, com resgate de vínculos familiares por meio da equipe multidisciplinar (enfermeiros, psicólogos, técnicos etc).

Para expandir o projeto Corre Pra Vida, Uchoa projeta apoio municipal e de entidades privadas. "O investimento tende a ficar mais barato pela otimização das equipes. Buscamos esse aporte e, se a iniciativa privada puder entrar, conseguiremos ampliar", afirma.

Saiba mais
A secretaria foi reestruturada, de acordo com o titular da pasta, e foi possível reduzir em 25% a quantidade de cargos comissionados e a de terceirizados.

O Centro de Referência sobre Drogas (CRD) atende presencialmente cerca de 450 dependentes químicos e familiares, por mês. Tanto o atendimento no CRD como o do contêiner Corre Pra Vida são gratuitos.

O Líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Evandro Leitão (PDT), informou que proposta de emenda contra extinção de duas secretarias será apresentada até sexta-feira, 17.

TAGS