PUBLICIDADE
Notícias

Projeto Orelhinha seleciona 300 pacientes para cirurgias na Capital

A iniciativa oferta otoplastias, cirurgias para correção de 'orelhas de abano", com descontos de até 70%

22:28 | 11/01/2017

Considerada um procedimento social, além de estético, a otoplastia é facilitada em algumas cidades do Brasil pelo Projeto Orelhinha. A correção das conhecidas “orelhas de abano” já beneficiou mais de 10 mil pacientes no País. Em Fortaleza, os pacientes serão selecionados nesta sexta-feira, 13, no auditório do Hotel Luzeiros, no Meireles.

 

[VIDEO1]

 

Além de Fortaleza, o projeto está presente em Goiânia, Campinas, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Na triagem, também são admitidos pacientes residentes em outras cidades do interior do Ceará ou ainda demais localidades onde o projeto ainda não chegou.

[SAIBAMAIS] 

Coordenador do projeto na Capital há dois anos, o cirurgião plástico George Régis explica que a triagem deverá selecionar aproximadamente 300 pessoas. Na ocasião, o procedimento será explicado, além de tira-dúvidas sobre pré e pós-operatório, equipe cirúrgica, custos, dentre outros.

 

O médico esclarece a redução dos custos. “A otoplastia custaria entre 6 e 8 mil reais no mercado. A partir do Projeto Orelhinha, o valor cai em torno de 70%”, afirma. A organização explica que a demanda não consegue ser atendida e alguns convênios não autorizam a cobertura, por entenderem ser uma cirurgia estética.

 

O projeto realiza parcerias com médicos, anestesistas e hospitais para reduzir os custos do procedimento. Na Capital, a equipe é formada por três cirurgiões plásticos, que operam no hospital do Instituto de Oftamologia e Otorrinolaringologia de Fortaleza (IOF), no bairro Dionísio Torres.

 

Serviço

Triagem do Projeto Orelhinha em Fortaleza

Quando: sexta-feira, 13 de janeiro, às 9h30
Onde: auditório do Hotal Luzeiros (Av. Beira Mar, 2600 - Meireles)
Mais informações: 0800 718 7804 ou pelo site do projeto
Comparecer portando documento de identificação do paciente

 

 Redação O POVO Online

TAGS