PUBLICIDADE
Notícias

Marcha pela água pede prioridade humana no abastecimento

O coletivo Ceará no Clima deve reunir entre 500 e mil pessoas com o pedido de que a preferência no fornecimento de água seja humano, conforme diz Lei Federal.

11:33 | 12/01/2017
A prioridade do fornecimento de água, em tempos de crise de abastecimento, deve ser dada ao consumo humano, conforme a Lei Federal 9.433, de 1997. Para lembrar às autoridades da Lei, o coletivo Ceará no Clima organiza uma Marcha Estadual da Água, para 18 de janeiro próximo, partindo da praça Luíza Távora, na Aldeota, até o Palácio da Abolição, no Meireles. O objetivo é chamar a atenção para a crise hídrica, após cinco anos consecutivos de seca no Estado, e protestar contra o uso indiscriminado no agronegócio.
 
“As pessoas acham que a razão para a crise é pelo fato de o Ceará estar dentro de uma região de Semiárido. Em parte, essa é um dos motivos, mas não o único”, defende a advogada Beatriz Araújo, uma das integrantes do coletivo. O grupo também questiona o incentivo fiscal que é dado à Termelétrica do Pecém.

Serviço
Marcha Estadual da Água, no sábado, 18 de janeiro.
Horário: concentração às 8 horas.
Local: Praça Luíza Távora, na avenida Santos Dumont, 1589. Aldeota. De lá, o grupo caminha até o Palácio da Abolição, na avenida Barão de Studart.
 
Redação O POVO Online 
TAGS